MADAGASCAR 2

MADAGASCAR 2

(Madagascar: Escape 2 Africa)

2008 , 89 MIN.

Gênero: Animação

Estréia: 12/12/2008

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Eric Darnell, Tom McGrath

    Equipe técnica

    Roteiro: Etan Cohen

    Produção: Mark Swift, Mireille Soria

    Trilha Sonora: Hans Zimmer

    Estúdio: DreamWorks Animation

    Elenco

    Andy RichterZachary Gordon, Ben Stiller, Cedric the Entertainer, Chris Rock, David Schwimmer, Elisa Gabrielli, Jada Pinkett Smith, Sacha Baron Cohen, Tommy "Tiny" Lister

  • Crítica

    12/12/2008 00h00

    Que Alex (dublado por Ben Stiller na versão original) é o rei do Central Park, descobrimos em Madagascar (2005). Em Madagascar 2, o dançante leão descobre que também pode ser o rei de seu bando, do qual desgarrou ainda filhote, ao tomar contato com suas raízes.

    No começo do filme, a turma liderada por Alex e formada pela zebra Marty (voz de Chris Rock), a girafa Melman (dublado por David Schwimmer) e o hipopótamo Glória (Jada Pinkett Smith na versão original e Heloisa Périsé na brasileira), sem esquecer do lêmure Rei Julien - que, dublado novamente por Sacha Baron Cohen, ganha muito mais destaque e piadas impagáveis neste filme - e de seu fiel escudeiro Maurice (Cedric the Entertainer), pretendem sair de Madagascar em direção a Nova York. Como pingüins não voam, o avião construído pelo sensacional trio de animais que já ganhava destaque no primeiro longa acaba caindo no próprio continente africano. É onde os quatro personagens principais têm contato com suas raízes, tão esquecida no meio da selva de pedra que é Nova York. Enquanto isso, a velhinha que bate em Alex no primeiro filme está de volta - afinal, o que é uma franquia de animação sem o retorno de pequenos, porém destacados, personagens? -, desta vez desafiando os animais selvagens em plena África. Os pingüins ganham a ajuda de macacos para reconstruir a aeronave e os animais têm de lidar com uma súbita seca. Sim, são muitas trabalhas paralelas, mas não se preocupe: tudo é resolvido de forma a ser completamente compreensível pelo espectador.

    Claro que Madagascar 2 não busca a realidade em sua continuação, muito pelo contrário. Seu roteiro tem compromisso somente com tudo que é non sense e isso é o mais divertido neste novo filme. As piadas estão muito mais afiadas e as referências a outras obras cinematográficas, como as sempre presentes relacionadas a O Rei Leão e também Planeta dos Macacos, são capazes de conquistar principalmente o público adulto.

    Novamente dirigido por Eric Darnell e Tom McGrath, Madagascar 2 mostra-se mais bem-resolvido em termos de roteiro - assinado por Etan Cohen (Trovão Tropical), que não é o diretor de Queime Depois de Ler e outros excelentes longas-metragens, caso você se confunda -, além de trazer a excelência em animação da DreamWorks que já conhecemos de outros carnavais. Mesmo assim, a grande galeria de personagens podem tirar os holofotes dos principais, o que não prejudica o resultado final do longa, mas faz com que perca o foco em alguns momentos. O que não deve impedir que Madagascar 2 seja tão bem-sucedido junto ao público quando a animação de 2005.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus