MALDIÇÃO (2005)

MALDIÇÃO (2005)

(An American Haunting)

2005 , 99 MIN.

16 anos

Gênero: Suspense

Estréia: 29/09/2006

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Courtney Solomon

    Equipe técnica

    Roteiro: Courtney Solomon

    Produção: André Rouleau, Christopher Milburn, Courtney Solomon

    Fotografia: Adrian Biddle

    Trilha Sonora: Caine Davidson

    Elenco

    Donald Sutherland, James D'Arcy, Matthew Marsh, Rachel Hurd-Wood, Sam Alexander, Sissy Spacek, Thom Fell

  • Crítica

    29/09/2006 00h00

    Uma das coisas mais assustadoras relacionadas a Maldição é que o roteiro é baseado em acontecimentos reais. O filme narra o único caso conhecido nos EUA no qual uma entidade ocasionou a morte de um ser humano. São mais de 20 livros publicados a respeito e uma cidade (Red River, no Estado do Tennessee) que ainda vive com medo da volta da presença oculta.

    No começo do século 19, John Bell (Donald Sutherland) tem uma família aparentemente perfeita. Marido de Lucy (Sissy Spacek), é pai de John Bell Jr. (Thom Fell) e Lucy (Rachel Hurd-Wood, a Wendy de Peter Pan). No entanto, a harmonia familiar é quebrada quando o patriarca entra em conflito com Kathryn Batts (Gaye Brown), conhecida por ser uma bruxa. De repente, a casa dos Bells começa a ser aterrorizada por eventos sobrenaturais, que atingem principalmente Lucy. Objetos começam a voar, a menina flutua no ar e é arrastada pela casa ao mesmo tempo em que a família tenta encontrar explicação e solução plausíveis aos eventos que atingem a casa.

    Maldição não traz nada de novo no gênero, o que é uma pena, já que o diretor, Courtney Solomon (Dungeons & Dragons - A Aventura Começa Agora), consegue criar um clima de suspense que envolve o espectador. Mas, como esta história é parecida com as contadas por alguns clássicos do cinema de terror - como O Exorcista (1973) e Poltergeist - O Fenômeno (1982) -, torna-se previsível. O roteiro ainda abusa de algumas situações já batidas em se tratando de "filmes de fantasmas", mas o final é surpreendente o suficiente para agradar, também por conta das boas atuações - o que já esperado pela presença de atores como Donald Sutherland e Sissy Spacek.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus