MATER DEI

MATER DEI

(Mater Dei)

2001 , 83 MIN.

16 anos

Gênero: Ação

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Vinícius Mainardi

    Equipe técnica

    Roteiro: Diogo Mainardi

    Produção: Diogo Mainardi, João Paulo Diniz, Patrick Siaretta, Vinícius Mainardi

    Fotografia: Alziro Barbosa

    Trilha Sonora: Paulo Pugliesi

    Estúdio: Brothers In Pictures

    Elenco

    Carolina Ferraz, Celso Frateschi, Fernando Alves Pinto, Gabriel Braga NunesDan Filip, Luiz Baccelli

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    O colunista da revista Veja, Diogo Mainardi, é conhecido pelo mau humor de seus textos e pela forma azeda como vê o mundo. Desta forma, não é de se estranhar que em seu primeiro trabalho para o cinema, Diogo escreva justamente um roteiro amargo... contra o próprio cinema. Assim é Mater Dei, produção brasileira realizada em vídeo digital que conta a história de dois irmãos: Vinícius (Gabriel Braga Nunes) e Diogo (Dan Filip). Ambos estão em busca de um financiamento para a realização de um longa-metragem e acabam se envolvendo com uma violenta guerra particular entre um juiz e uma empreiteira. Os personagens Vinícius e Diogo (não por acaso, os mesmos nomes dos irmãos Vinícius e Diogo Mainardi, respectivamente diretor e roteirista de Mater Dei) se envolvem com uma bela mulher (Carolina Ferraz), pivô de uma tragédia anunciada envolvendo seu filho que ainda está para nascer.

    Mater Dei tenta imprimir à narrativa um tom de farsa, de paródia contra os próprios mecanismos do cinema brasileiro, mas morre na praia das intenções. A trama não decola e o filme mantém permanentemente um sabor de produção caseira. Excessivamente verbal e descritivo, o roteiro tem estrutura fraca, enquanto a fotografia busca sempre um olhar turístico sobre a cidade de São Paulo. Realizado totalmente com recursos privados, sem o apoio de nenhuma lei de incentivo estatal, Mater Dei deixa muito a desejar.

    O toque patético fica por conta da revista Veja, que sempre voltou suas metralhadoras giratórias contra os filmes brasileiros e na edição desta semana dedica uma página inteira ao fraco Mater Dei, só porque seu colunista é roteirista do filme. Coisa feia, não?

    12 de novembro de 2001
    ____________________________________________
    Celso Sabadin é jornalista e crítico de cinema da Rádio CBN. Às sextas-feiras, é colunista do Cineclick. [email protected]

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus