MENINA MÁ.COM

MENINA MÁ.COM

(Hard Candy)

2005 , 103 MIN.

anos

Gênero: Drama

Estréia: 22/09/2006

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • David Slade

    Equipe técnica

    Roteiro: Brian Nelson

    Produção: David Higgins, Jody Patton, Paul Allen

    Fotografia: Jo Willems

    Trilha Sonora: Harry Escott, Molly Nyman

    Elenco

    Ellen Page, Gilbert John, Jennifer Holmes, Patrick Wilson, Sandra Oh

  • Crítica

    22/09/2006 00h00

    O clima é de erotismo e uma certa tensão. A jovem Harley (Elle Page), que não aparenta ter mais de 16 anos, marca um encontro pela Internet com o fotógrafo trintão Jeff (David Salde). Rola um clima. Minutos depois, ambos estão no apartamento dele. Ela se faz de ninfeta maliciosa. Ele, de bom moço. Mas logo o espectador terá uma surpresa: afinal, quem é "Lobo Mau" e quem é "Chapeuzinho Vermelho" nesta história?

    Tenso e radical, Menina Má.Com é uma produção independente rodada em apenas 18 dias, com baixo orçamento e somente dois atores principais. O elenco todo pode ser contado nos dedos de uma mão. E nem por isso é menos eficiente no quesito suspense. Com enquadramentos fechados e luz baixa, o diretor estreante David Slade aborda com violência as verdades, mentiras e o falso anonimato da era da incomunicabilidade via Internet.

    O jogo claustrofóbico proposto pelo roteirista Brian Nelson - também estreante - remete a outras boas experiências cinematográficas na mesma linha, ambas de 1994: A Morte e a Donzela, de Roman Polanski, e Simples Formalidade, coincidentemente estrelada também por Polanski, mas com direção de Giuseppe Tornatore. São situações de extrema tensão, fechadas em apenas dois personagens, nas quais se desenvolve uma aflitiva relação de "gato e rato" que deixa a platéia com as unhas fincadas nos braços da poltrona. Não é um tipo de cinema fácil de fazer, nem fácil de assistir, mas que acaba brindando um tipo de platéia que procura experiências diferenciadas na tela grande.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus