MORTE NO FUNERAL

MORTE NO FUNERAL

(Death at A Funeral)

2007 , 90 MIN.

14 anos

Gênero: Comédia Dramática

Estréia: 05/10/2007

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Frank Oz

    Equipe técnica

    Roteiro: Dean Craig

    Produção: Andreas Grosch, Diana Phillips, Laurence Malkin, Share Stallings, Sidney Kimmel

    Fotografia: Oliver Curtis

    Trilha Sonora: Murray Gold

    Estúdio: Film Sales Financing, Parabolic Pictures Inc, Sidney Kimmel Entertainment, Stable Way Entertainment, Target Media Entertainment, VIP 1 Medienfonds, VIP 2 Medienfonds

    Elenco

    Alan Tudyk, Andy Nyman, Angela Curran, Brendan O'Hea, Daisy Donovan, Ewen Bremner, Gareth Milne, Jane Asher, Jeremy Booth, Keeley Hawes, Kris Marshall, Matthew MacFadyen, Peter Dinklage, Peter Egan, Peter Vaughan, Rupert Graves, Thomas Wheatley

  • Crítica

    05/10/2007 00h00

    É reconfortante quando aparecem comédias de qualidade no cinema; isso mostra que o gênero não se baseia apenas em pastelões de adolescentes norte-americanos. Este é o caso de Morte no Funeral, do diretor Frank Oz, conhecido por dublar o personagem Yoda de Star Wars. Mas, por trás das câmeras, Oz já realizou grandes trabalhos, como A Cartada Final e Os Picaretas.

    O longa conta a história de uma família inglesa tradicional que acaba de perder seu patriarca. O funeral é realizado na própria residência familiar, com direito a reverendo e discurso do filho. Desde a primeira cena, já é possível imaginar como será esse velório: o ansioso filho aguarda o caixão com o corpo do pai; quando abre a tampa, descobre que os entregadores trocaram o corpo. A partir daí, é uma confusão maior que a outra - até chantagem os familiares enfrentam. São situações que caracterizam uma ótima comédia de erros dosada na medida certa, sem sufocar o espectador com as atrapalhadas dos personagens.

    Este show de humor é garantido pela presença marcante do elenco e a direção segura de Frank Oz. Cada ator desenvolveu um personagem diferenciado, com características distintas que resultam naturalmente em boas risadas, sem cair no caricato. O protagonista Matthew Macfadyen (Orgulho e Preconceito) interpreta o recalcado Daniel, frustrado por não receber as mesmas atenções que seu irmão Robert (Rupert Graves, de V de Vingança), um insensível escritor famoso que mora em Nova York. Andy Nyman (Severance) é o atrapalhado e hipocondríaco amigo gorducho de Daniel. Seu personagem, em especial, pode até ser um clichê em comédias, mas Nyman nos faz esquecer deste detalhe. Outra presença freqüente no gênero é a figura do parente idoso, preso a uma cadeira de rodas e, evidentemente, um ranzinza que aluga a atenção de todos; se não a consegue, sai distribuindo bengaladas. Em Morte no Funeral, Peter Vaughan (Os Miseráveis) empresta seu talento ao velho mal-humorado. Alan Tudyk (Eu, Robô) dá vida ao impagável Simon, mas a razão de sua participação ser tão hilária é descoberta no decorrer do filme.

    Em uma comédia ambientada num funeral, é inevitável o toque de humor negro. Mas, neste caso, esse tempero é suave, dando espaço ao cinismo e às piadas inteligentes, comuns da comédia britânica.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus