MUITO ALÉM DO PESO

MUITO ALÉM DO PESO

(Muito Além do Peso)

2012 , 84 MIN.

Gênero: Documentário

Estréia: 15/11/2012

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Estela Renner

    Equipe técnica

    Produção: Juliana Borges, Marcos Nisti

    Fotografia: Renata Ursaia

    Trilha Sonora: Jukebox

    Estúdio: Maria Farinha Filmes

  • Crítica

    12/11/2012 20h00

    Uma sequência deste documentário dirigido por Estela Renner define bem seu objetivo central: buscar culpados para epidemia de obesidade infantil no Brasil e no mundo. No trecho, um supermercado flutuante da marca Nestlé navega pelos rios do Pará rumo a a cidade ribeirinha de Breves. A trilha sonora é de suspense. O vilão se aproxima furtivamente da localidade para levar o mal a seu inocente povo por meio de seus alimentos industrializados.

    Muito Além do Peso é permeado de ponta a ponta por essa visão superficial (e um tanto pueril) de um problema grave. Em meio a histórias de crianças obesas e depoimentos de especialistas, os culpados pelo infortúnio desses jovens são apontados sem qualquer tipo de hesitação reflexiva: fabricantes de produtos industrializados, redes de fast food e agências de publicidade são os algozes malvados que, a julgar pelo filme, deliberadamente estão destruindo a saúde dos pequenos.

    Quando aponta sua câmera para as crianças, Estela extrai os melhores momentos de seu filme. Vemos meninos e meninas de diversas partes do país, e de diferentes classes sociais, enfrentando problemas típicos de adultos, como hipertensão, diabetes, artrite, colesterol alto, entre outros. Jovens vítimas do sobrepeso advindo de uma alimentação desregrada e ausência de atividades físicas em seus momentos de lazer. Quando a documentarista mostra a alguns deles frutas e legumes, muitos nem mesmo sabem identificá-los. Uma menina pega nas mãos uma batata e arrisca tratar-se de uma cebola. Só consegue apontar com exatidão o vegetal quando este vem frito e empacotado para consumo.

    O filme se perde, no entanto, quando começa a vilanizar os alvos de costume: Coca-Cola, Mac Donalds e os publicitários. Os pais, mesmo os mais permissivos, são tratados como vítimas de um sistema que os impede de exercer controle sobre os filhos. Sua autoridade é tolhida pela “babá eletrônica vendedora” – assim é classificada a TV – e, ao menos na visão dos realizadores do longa, são os menos culpados dentro da cadeia de fatores que leva uma criança a ser obesa.

    Muito Além do Peso traz muitos dados, diversos depoimentos e pouca reflexão sobre o tema. Ao final, soa como mais uma dessas reportagens alarmistas sobre alimentação nas quais você descobre que, a não ser que mude para uma comunidade Amish, está com seus dias contados.


Deixe seu comentário
comments powered by Disqus