Poster filme

THE LAST NARUTO: O FILME

(The Last: Naruto the Movie)

2014 , 112 MIN.

10 anos

Gênero: Animação

Estréia: 28/05/2015

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Tsuneo Kobayashi

    Equipe técnica

    Roteiro: Masashi Kishimoto

    Produção: Tsuneo Kobayashi

    Estúdio: Aniplex, Dentsu, Shueisha, Studio Pierrot Co. Ltd., Toho Company, TV Tokyo

    Distribuidora: PlayArte

    Elenco

    Junko Takeuchi, Nana Mizuki

  • Crítica

    28/05/2015 15h40

    Nessa onda do sucesso das sagas de personagens japoneses, o novo filme do Naruto, chega aos cinemas com um tom de encerramento de um seriado que teve 700 capítulos em mangás, 18 temporadas na TV e 16 anos de vida. Pena que essa despedida está longe de ser marcante, algo que o jovem ninja loiro merecia.

    Infelizmente, o longa fica longe de atingir todas as expectativas, principalmente a dos amantes do personagem, pois o que se vê na animação dirigida por Tsuneo Kobayashi é uma história de amor, que não engrena e que breca o ritmo da história a ponto de deixá-la cansativa e arrastada.

    A trama se passa dois anos depois do término do penúltimo episódio do mangá, com Naruto já reconhecido como um herói na Aldeia da Folha e bastante assediado pelas meninas, que sempre lhe entregam presentes, doces e até cartinhas de amor. Quem também pertence ao grupo de admiradoras do rapaz é a tímida Hinata, que, desde criança, carrega fortes sentimentos pelo garoto popular, mas que tem vergonha de até dizer um simples oi.

    No entanto, tudo começa a mudar quando uma grande ameaça aparece e a Lua entra em rota de colisão com a Terra, fazendo com que o planeta corra sérios riscos de destruição. No meio dessa confusão, a pequena Hanabi Hyuunga é sequestrada e cabe a Naruto e seus amigos salvarem a garota. A partir daí, a mocinha tem a grande oportunidade de revelar ao amigo tudo o que sente por ele.

    O fato é que a possível destruição da Terra é apenas um pano de fundo. A razão do longa é justamente contar a história do começo do romance entre o protagonista e Hinata. Até aí tudo bem, mas o ritmo que essa relação amorosa é construída é verdadeiro o problema.

    Lento e nem um pouco dinâmico, o romance fica no clássico "chove e não molha", o que deixa as coisas bem mais repetitivas e previsíveis na trama. E fora que essa relação cai naquele clichê clássico, da menina amar incondicionalmente um menino que não percebe o que está acontecendo.

    Quanto as cenas de ação, elas são divertidas e tecnicamente bem feitas, além de seguir o padrão tradicional do seriado. No entanto, elas sofrem diversas reviravoltas desnecessárias, o que deixa a trama ainda mais arrastada, repetitiva e cansativa.

    The Last Naruto: O Filme até coloca alguns pontos abertos (deixados por alguns episódios da série) nos eixos e isso deve agradar os fãs que procuram uma dose de nostalgia, mas a verdade é que, ao longo de quase duas horas, o filme perde muito tempo em coisas desnecessárias e fica longe de fechar um ciclo criado há mais de 15 anos de maneira digna.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus