NASCIDO E CRIADO

NASCIDO E CRIADO

(Nacido y Criado)

2006 ,

Gênero: Drama

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Pablo Trapero

    Equipe técnica

    Roteiro: Mario Rulloni, Pablo Trapero

    Produção: Douglas Cummins, Pablo Trapero

    Fotografia: Guillermo Nieto

    Trilha Sonora: Luis Chomicz, Palo Pandolfo

    Elenco

    Federico Esquerro, Guillermo Pfening, Martina Gusman, Tomás Lipan, Victoria Vescio

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    A produção argentina, dirigida por Pablo Trapero (Família Rodante), é um drama sobre o impacto que um acidente automobilístico tem na vida de um jovem designer de interiores.

    O filme é dividido em dois momentos bastante distintos. Num primeiro, tomamos contato com a bela e jovem família comandada por Santiago (Guillermo Pfening, que trabalhou com o cineasta Hector Babenco em Coração Iluminado, de 1996). Ele é casado com a bela Mili (Martina Gusman), com quem tem uma filha pequena, Jose (Victoria Vescio). Eles moram numa linda casa em Buenos Aires, têm uma empresa de decoração e são felizes na vida conjugal. O momento em que um acidente marca a trajetória dos personagens representa uma tremenda reviravolta não somente em suas vidas, mas no filme em si. Se a primeira parte de Nascido e Criado parece ser um romance totalmente convencional, a segunda é um verdadeiro soco no estômago do espectador. Trapero nos insere completamente nos tormentos que passam a acompanhar o protagonista, que, vendo sua vida perfeita escorrer por entre os dedos após o acidente, resolve castigar-se ficando isolado no extremo sul da Argentina, um lugar tão gelado, vazio, solitário e inóspito quanto sua própria alma.

    Nascido e Criado
    O filme foi exibido em 2006 no Festival de Toronto (Canadá), no Festival de Roma (Itália), em Tolouse (França) e no Festival Internacional de Seattle (EUA). No 35º Festival de Cinema de Gramado, Nascido e Criado foi premiado como o Melhor Longa-Metragem Estrangeiro, além de ter recebido os prêmios de Melhor Diretor e Fotografia (Bill Neito).

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus