NO CALOR DO VERÃO

NO CALOR DO VERÃO

(Camping Sauvage/ Wild Camp)

2005 , 80 MIN.

14 anos

Gênero: Drama

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Christophe Ali, Nicolas Bonilauri

    Equipe técnica

    Roteiro: Christophe Ali, Nicolas Bonilauri

    Produção: Tom Dercourt

    Fotografia: Jérôme Peyrebrune

    Trilha Sonora: Dan Levy, Nicolas Baby, Olivia Bouyssou, Philippe Neil

    Estúdio: Les Films à Un Dollar

    Elenco

    Denis Lavant, Isild Le Besco, Jean-Michel Guerin, Martine Demaret, Pascal Bongard

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    De Faça a Coisa Certa a Verão Assassino, passando por vários outros exemplos que aqui não cabem, muitas vezes o cinema tem o costume de associar as altas temperaturas climáticas às variações do comportamento humano, desembocando em atitudes extremas. Calor, tédio e hormônios - quando em excesso - provocam uma mistura trágica. O drama francês No Calor do Verão segue a mesma trilha.

    Sufocada pelo calor, o marasmo e a pressão dos pais, a adolescente Camille (Isild Le Besco) passa um aborrecido verão num camping francês. A simples presença de Blaise (Denis Lavant), o novo professor de vela, faz com que a garota passe a assediá-lo, a princípio apenas como uma simples forma de transgressão. A brincadeira, porém, torna-se séria demais.

    Christophe Ali e Nicolas Bonilauri formam uma dupla bissexta de cineastas que, antes deste filme, só haviam realizado Le Rat, em 2001. O estilo deles tem algo de Chabrol, uma pitada de Rohmer, principalmente nos longos tempos contemplativos em que as ações se sucedem. Sem o mesmo charme narrativo destes mestres, sem dúvida, mas deixando transparecer uma ponta de talento. No Calor do Verão conversa com, por exemplo, Ciúme - O Inferno do Amor Possessivo, que Chabrol realizou em 1994. Não chega a ser um trabalho marcante - principalmente para os fãs do cinema francês, que certamente já viram coisa parecida (e melhor) -, mas não deixa de ser uma opção medianamente interessante para quem está disposto a descobrir novos nomes do cinema europeu.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus