O ADVERSÁRIO

O ADVERSÁRIO

(L' Adversaire)

2002 , 129 MIN.

Gênero: Drama

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Nicole Garcia

    Equipe técnica

    Roteiro: Frédéric Bélier-Garcia, Jacques Fieschi, Nicole Garcia

    Produção: Alain Sarde

    Fotografia: Jean-Marc Fabre

    Trilha Sonora: Angelo Badalamenti

    Elenco

    Bernard Fresson, Daniel Auteuil, Emmanuelle Devos, François Berléand, François Cluzet, Géraldine Pailhas

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Filmes baseados em histórias reais costumam nos tocar de forma diferente. Afinal, não há o respaldo da ficção e, por mais absurdo que a história possa ser, a frase "baseado em fatos reais" muda tudo. Por exemplo, o fato de O Massacre da Serra Elétrica ter aterrorizado tanto os espectadores quando foi lançado em 1974 certamente está relacionado ao fato de trazer essa frase nos créditos de abertura. Claro, o drama francês O Adversário não mete tanto medo quanto o clássico do terror dirigido por Tobe Hooper, mas também é baseado em um crime absurdo que realmente aconteceu, tornando-o angustiante.

    Este longa, dirigido por Nicole Garcia, conta a história de Jean-Marc Faure (o ótimo Daniel Auteuil, de O Closet). Por 20 anos, ele enganou todas as pessoas à sua volta. Mentiu sobre ter se formado médico, sobre seu trabalho, sua rotina. Todos os dias, dizia sair para o trabalho quando, na verdade, passava o tempo dentro do carro. Para conseguir dinheiro, Jean-Marc enganava alguns amigos e até o sogro dizendo que investiria as economias deles na Suíça - o que não acontecia, claro. Quando as pessoas à sua volta começam a chegar perto da verdade, Jean-Marc resolve simplesmente eliminá-las.

    O assassinato múltiplo aconteceu na França em 1993 e inspirou o livro homônimo de Emmanuel Carrère. E, se você achou a história absurda demais, saiba que a forma que Nicole achou para contá-la é mais angustiante ainda. Já se sabe desde o começo que algo não está certo, de que um crime acontece na casa de Jean-Marc, mas a diretora vai contando, de forma não-linear, como aquele homem chega à situação tão extrema. Dispensando as imagens apelativas ou sentimentais que esse tipo de história poderia pedir, o filme provoca no espectador enorme incomodo, especialmente por ver um homem tão fraco quanto o protagonista. E é claro que a atuação de Daniel Auteuil é peça fundamental de O Adversário. Afinal, todo o roteiro é baseado em seu personagem e sua firmeza ao direcioná-lo é o ponto alto da produção.

    Sem fazer um segundo julgamento, ou mesmo apontar culpados, O Adversário é um drama angustiante, triste, sobre como, às vezes, podemos perder o controle das mentiras que contamos, dos caminhos que escolhemos e, principalmente, de nossa própria vida.

    Em tempo: o drama A Agenda (2001) também é baseado no mesmo caso. Por isso, a semelhança entre os roteiros dos dois.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus