O CORAJOSO RATINHO DESPEREAUX

O CORAJOSO RATINHO DESPEREAUX

(The Tale of Despereaux)

2008 , 93 MIN.

anos

Gênero: Animação

Estréia: 16/01/2009

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Robert Stevenhagen, Sam Fell

    Equipe técnica

    Roteiro: Gary Ross

    Produção: Allison Thomas, Gary Ross

    Fotografia: Brad Blackbourn

    Trilha Sonora: William Ross

    Estúdio: Framestore CFC, Larger Than Life Productions, Relativity Media, Universal Animation Studios, Universal Pictures

    Elenco

    Christopher Lloyd, Ciarán Hinds, Daniel Riordan, Dustin Hoffman, Emma Watson, Frances Conroy, Kevin Kline, Matthew Broderick, Robbie Coltrane, Sam Fell, Sigourney Weaver, Stanley Tucci, Tony Hale, Tracey Ullman, William H. Macy

  • Crítica

    16/01/2009 00h00

    Dirigida por Sam Fell (Por Água Abaixo) e o estreante na direção Robert Stevenhagen, a animação O Corajoso Ratinho Despereaux é adaptação do livro infantil A História de Despereaux, escrito por Kate DiCamillo. Com traços elegantes, a produção deve atrair principalmente aos espectadores mais novos por conta de sua história edificante e um protagonista carismático, mas de uma forma mais infantil.

    O protagonista, no caso, é o camundongo que dá nome ao filme, Despereaux. Nascido sem medo algum - diferentemente dos seus semelhantes -, é motivo de preocupação para pais e professores. Paralelamente, acompanhamos também a história da ratazana Roscuro. E, como todos sabem, camundongos e ratazanas não se dão bem, mas a história de O Corajoso Ratinho Despereaux tem como mote principal apresentar ao público que nem sempre as aparências equivalem à verdade - esta aí a mensagem edificante - e ratazanas podem ser amigas de camundongos, que podem sim ser corajosos como o orelhudo personagem que dá nome à animação.

    Além desses dois personagens, também há uma jovem empregada que sempre acreditou ser uma princesa, apesar de desengonçada e pobre. Desta forma, acompanhamos a jornada desses personagens que tentam vencer a barreira das aparências para, finalmente, mostrar ao mundo o que realmente sentem por baixo de suas figuras e o preconceito que provocam.

    O roteiro de O Corajoso Ratinho Despereaux não é complexo e as mensagens que ele tenta passar são bastante claras: as aparências enganam. A simplicidade do texto faz com que os espectadores mais jovens possam apreciar o filme. Ao mesmo tempo, não há muitos toques cômicos na animação, que preza por um estilo mais elegante - tanto na narrativa quanto no desenho - para encantar o público. Uma proposta ousada, principalmente se a idéia for atrair um grande público às bilheterias, mas não deve decepcionar aos que puderem dar a chance a esta animação única e bonita.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus