El crítico

O CRÍTICO

(El Crítico)

2013 , 90 MIN.

Gênero: Comédia Dramática

Estréia: 25/12/2014

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Hernán Guerschuny

    Equipe técnica

    Roteiro: Hernán Guerschuny

    Produção: Carlos Nuñez, Gabriela Sandoval, Hernán Guerschuny, Hugo Castro Fau, Pablo Udenio

    Trilha Sonora: Marcelo Lavintman

    Estúdio: Haciendo Cine, Lagarto Cine, Storyboard Media

    Montador: Agustín Rolandelli

    Elenco

    Blanca Lewin, Dolores Fonzi, Ignacio Rogers, Rafael Spregelburd

  • Crítica

    20/12/2014 12h03

    Sucesso na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo em 2013 e premiado no Festival de Gramado, O Crítico é a estreia do argentino Hernán Guerschuny na direção. Voltando seu olhar para si (Guerschuny é crítico de cinema da revista Haciendo Cine), o filme constrói uma reflexão propostialmente estereotipada da atuação dos críticos da área, sem se esquecer de cutucar os clichês típicos das comédias românticas hollywoodianas.

    O protagonista é Victor Tellez (Rafael Spregelburd), o mal-humorado, barbudo e irritante crítico de cinema de um grande jornal em Buenos Aires. Guerschuny constrói o personagem baseado nos clichês da profissão: Tellez pensa em francês influenciado pela Nouvelle Vague, ocupa seus dias com sessões para a imprensa e cafés grátis e, como mesmo diz, sofre da "maladie du cinéma", o que o faz enxergar todos os defeitos possíveis em qualquer filme que tenha visto nos últimos vinte anos.

    Ele vive em Buenos Aires entre o tédio das conversas com Agatha (Telma Crisanti), sua sobrinha adolescente que trabalha em uma locadora de vídeos, e o desconforto de um relacionamento mal resolvido com Roxana (Ana Katz). Tellez ainda é perseguido por Arce (Ignacio Rogers), um diretor novato cujo primeiro filme foi massacrado pelo crítico. 

    Mas é a aparição de Sofia (Dolores Fonzi) que cria a grande sacada do roteiro leve e despretensioso de Guerschuny. Ela é charmosa, misteriosa e transforma a vida de Tellez em, literalmente, uma comédia romântica açucarada - justamente o gênero que o crítico não suporta. A cena em que os dois se beijam pela primeira vez e violinos e fogos de artifício surgem do nada mostra muito bem o tom autorreferencial proposto pelo diretor.

    Com bom ritmo e atuações inspiradas, o filme ainda arruma espaço para discutir a criação cinematográfica - e contrapor o fácil trabalho da crítica com a difícil busca pela originalidade em uma indústria presa aos seus lugares-comuns. Tratando de tantos temas diferentes, O Crítico é um filme sem medo de cair nas críticas que ele mesmo faz - um desapego que mostra a maturidade de seu diretor.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus