O Grande Mestre

O GRANDE MESTRE

(THE GRANDMASTER)

2013 , 130 MIN.

12 anos

Gênero: Drama

Estréia: 17/04/2014

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Kar Wai Wong

    Equipe técnica

    Roteiro: Haofeng Xu, Jingzhi Zou, Kar Wai Wong

    Produção: Jacky Pang Yee Wah, Kar Wai Wong

    Fotografia: Philippe Le Sourd

    Trilha Sonora: Nathaniel Méchaly, Shigeru Umebayashi

    Estúdio: Block 2 Pictures, Bona International Film Group, Jet Tone Films, Sil-Metropole Organisation

    Montador: William Chang

    Elenco

    Benshan Zhao, Chen Chang, Chia Yung Liu, Chiu Yee Tsang, Chunxiong Yin, Cung Le, Darren Leung, Elvis Tsui, Gen Peng, Han Tong, Hoi-Pang Lo, Huiwen Li, Hye-kyo Song, Kai Sui Hung, Man Keung Cho, Mancheung Wang, Meng Lo, Ni Haifeng, Qingxiang Wang, Shilin Xiao, Shun Lau, Tielong Shang, Ting Yip Ng, Tony Leung Chiu Wai, Tony Ling, Woo-ping Yuen, Xiao Shen-Yang, Xiaofei Zhou, Yixuan Wu, Ziyi Zhang

  • Crítica

    13/04/2014 19h35

    Fã declarado de kung fu desde a infância, o cineasta Wong Kar Wai (como À Flor da Pele e Felizes Juntos) faz sua homenagem à arte marcial sem deixar de impor sua marca autoral. Como de costume nas obras de Kar Wai, O Grande Mestre tem trama fragmentada, cenas estilizadas, muita câmera lenta e aborda temas recorrentes em sua obra, como o amor impossível, tradição e honra.

    Nada disso, no entanto, impede Kar Wai de deitar e rolar em cima dos tradicionais clichês dos filmes de kung fu. O pau come do começo ao fim da trama em lutas coreografadas ao melhor estilo Matrix – o coreógrafo das cenas de luta, inclusive, é o mesmo da franquia estrelada por Keanu Reeves.

    O Grande Mestre é ambientado entre os anos 1930 e 1950 na China. O personagem central é Ip Man (1893-1972), um dos maiores mestres de kung fu do país, conhecido no ocidente por ter sido o professor de Bruce Lee. O filme acompanha suas desventuras durante a ocupação japonesa daquele país, quando o herói se nega a colaborar com os invasores.

    Paralelamente, a trama revela a relação amorosa nunca efetivada de Ip Man com Gong Er (Zhang Ziyi, de O Tigre e o Dragão), filha de seu mestre. O vínculo dos dois começa conflituoso, mas em meio a uma luta coreografada, quase um balé, surgem indícios de atração. O que era apenas combate vira também jogo de sedução numa das boas sequências do filme.

    A narrativa fracionada de Kar Wai acaba por tornar o filme confuso, principalmente no que tange a questões históricas como o separatismo entre o norte e sul da China e a invasão dos japoneses. Biograficamente, também revela pouco sobre quem foi Ip Man. Vale mesmo pelo arrebatamento visual que apresenta, tanto cenográfico quanto nas acrobáticas e prodigiosas cenas de combate.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus