O HOMEM DO FUTURO

O HOMEM DO FUTURO

(O Homem do Futuro)

2011 , 106 MIN.

10 anos

Gênero: Comédia

Estréia: 02/09/2011

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Claudio Torres

    Equipe técnica

    Roteiro: Claudio Torres

    Produção: Claudio Torres, Tatiana Quintella

    Fotografia: Ricardo Della Rosa

    Trilha Sonora: Luca Raele, Maurício Tagliari

    Estúdio: Conspiração Filmes, Globo Filmes

    Distribuidora: Paramount Pictures Brasil

    Elenco

    Aline Moraes, Fernando Ceylão, Gabriel Braga Nunes, Gregório Duvivier, Jean Pierre Noher, Lívia de Bueno, Maria Luísa Mendonça, Rodolfo Bottino, Rogério Fróes, Wagner Moura

  • Crítica

    01/09/2011 14h50

    O grande ator Paulo José afirmou certa vez que “o Brasil faz o melhor cinema brasileiro do mundo”. E de alguns anos para cá, acrescentaria eu, o país começa também a fazer cinema americano. Explicando: o filão de sucesso comercial descoberto pelo primeiro Se Eu Fosse Você abriu para o cinema brasileiro o caminho de produzir filmes muito parecidos, quase idênticos, àqueles que a indústria de cinema dos EUA já faz há décadas. O Homem do Futuro seria a quarta produção desta safra/tendência, vindo logo depois de Se Eu Fosse Você 1 e 2, e de A Mulher Invisível. Sem entrar neste momento em juízo de valor desta prática. É apenas uma constatação.

    A ideia seria a de tomar emprestados todas as fórmulas e padrões desenvolvidos pelas comédias americanas que nos acostumamos a ver na Sessão da Tarde e refazê-las com grandes atores brasileiros reconhecidos pelo grande público. Da mesma forma que Se eu Fosse Você e A Mulher Invisível são amálgamas de várias ideias e situações já experimentadas anteriormente em outros filmes americanos, da mesma maneira O Homem do Futuro é um imenso caldeirão onde se cozinham juntos De Volta para o Futuro, Peggy Sue - Seu Passado a Espera, Um Homem de Família e tantos outros.

    Não é exatamente um demérito. O Homem do Futuro tem produção caprichada, bom ritmo de comédia romântica, e ostenta dignamente o enorme talento de Wagner Moura, nome que divide com Selton Mello e Rodrigo Santoro o podium atual de grandes atores brasileiros que sabem mesclar talento e popularidade. Sem tirar o brilho de Alinne Moraes, uma presença marcante e bem-vinda no filme.

    O Homem do Futuro acerta ao admitir suas próprias limitações no sempre muito exigido quesito dos efeitos especiais, e cria para isso soluções simples e eficientes. E, principalmente, tem o grande mérito de produzir um humor digno, inteligente, divertido, sem o constrangimento de muitas das atuais “globochanchadas”. O filme pode, sossegadamente, ser curtido por toda a família.

    O roteiro fala de um cientista que... ah, esqueci! Todos já viram De Volta para o Futuro, Peggy Sue - Seu Passado a Espera e Um Homem de Família... não é preciso repetir...


Deixe seu comentário
comments powered by Disqus