O NOVATO

O NOVATO

(The Recruit)

2002 , 105 MIN.

12 anos

Gênero: Suspense

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Roger Donaldson

    Equipe técnica

    Roteiro: Kurt Wimmer, Mitch Glazer, Roger Towne

    Produção: Gary Barber, Jeff Apple, Roger Birnbaum

    Fotografia: Stuart Dryburgh

    Trilha Sonora: Klaus Badelt

    Estúdio: Spyglass Entertainment

    Elenco

    Al Pacino, Brian Rhodes, Bridget Moynahan, Colin Farrell, Eugene Lipinski, Gabriel Macht, Kenneth Mitchell

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    “Atenção! Nada é o que parece ser”. A frase é tão repetida durante o filme O Novato que o espectador um pouquinho mais atento consegue decifrar a charada antes mesmo da metade da projeção. Como sempre, sutileza está longe de ser o ponto forte dos roteiros norte-americanos. Assim, o que poderia ter sido uma boa aventura de espionagem acaba se transformando em apenas mais um filme de final previsível.

    Dirigido por Roger Donaldson, (Sem Saída, O Inferno de Dante, Treze Dias Que Abalaram o Mundo), O Novato mostra o trabalho de Walter Burke (Al Pacino, convincente com sempre), um homem especializado em recrutar novos talentos para formar os quadros de jovens espiões da CIA. Ele aposta todas as suas fichas em James Clayton (Colin Farrell, de Demolidor e Minority Report), um rapaz que teria todos os talentos necessários para se transformar num novo James Bond. Feitas as devidas apresentações, começa o treinamento. Clayton é submetido aos mais variados tipos de provas, testes, torturas, simulações, dissimulações e tudo o que for necessário para transformá-lo num sofisticado agente da inteligência americana. Mas algo parece estar errado. Talvez, a obstinação de Burke esteja indo muito além do simples profissionalismo de um recrutador. Surpresas estão para acontecer. Ou, estariam, não fossem as dicas que o filme vai dando durante o seu desenrolar.

    Um bom elenco (com destaque também para a expressiva Bridget Moynahan, de A Soma de Todos os Medos) e uma produção caprichada quase fazem o espectador esquecer a fragilidade do roteiro. Quase.


    31 de março de 2003.

    ____________________________________________
    Celso Sabadin é jornalista e crítico de cinema da Rádio CBN. Às sextas-feiras, é colunista do Cineclick. [email protected]

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus