O PORNÓGRAFO

O PORNÓGRAFO

(Le Pornographe)

2001 , 108 MIN.

Gênero: Drama

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Bertrand Bonello

    Equipe técnica

    Roteiro: Bertrand Bonello

    Produção: Barbara Letellier, Bruno Jobin, Carole Scotta, Stéphane Choquette

    Fotografia: Josée Deshaies

    Trilha Sonora: Laure Markovitch

    Elenco

    Alice Houri, André Marcon, Bernard Viguier, Boris Salles, Catherine Mouchet, Clara Choveaux, Dominique Blanc, Franck Richard, Guillaume Verdier, Hervé P. Gustave, Jean-Pierre Léaud, Jérémie Elkaïm, Jérémie Renier, K. Sandra, Laurent Lucas, Marcelo Teles, Nadia Nataf, Ovidie, Richaud Valls, Ségolène Savoff, Thibault de Montalembert, Thomas Blanchard, Titof, Violetta Sanchez, Xavier Aubert

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Sem entusiasmos! Nem tudo no moderno cinema francês é O Fabuloso Destino de Amélie Poulain, conforme a mídia martelou nas últimas semanas. Dentro do mais tradicional estilo da terra de Danton (leia-se lento, reflexivo, falado, existencial, melancólico, neurótico e triste) estréia neste final de semana o drama O Pornógrafo, estrelado por Pierre Léaud. Pierre foi um dos atores preferidos de Truffaut, que o descobriu nos anos 50 para viver o personagem Antoine Doniel numa série de filmes.

    Aqui, ele vive o papel de Jacques, cineasta que fez muito sucesso com filmes pornográficos durante os anos 70, mas que agora amarga dificuldades financeiras. Para dar a volta por cima, ele decide retomar sua atividade de “pornógrafo”, mas os tempos são outros e sua jornada não será nada fácil. Principalmente porque sua mente continua presa à lembrança de seu filho, Joseph (Jérémie Rénier), que três anos antes se revoltou ao descobrir a profissão do pai.

    O Pornógrafo é o segundo longa de Berthand Bonelo. Seu primeiro trabalho, Quelque Chose d´Organique, permanece inédito no circuito comercial brasileiro.

    Apesar do título, O Pornógrafo não é um filme sobre sexo (embora traga uma cena mais forte sobre o tema), mas sim sobre crises existenciais e reflexões psicológicas. Tipicamente francês, diga-se de passagem.

    21 de março de 2002
    ____________________________________________
    Celso Sabadin é jornalista e crítico de cinema da Rádio CBN. Às sextas-feiras, é colunista do Cineclick. [email protected]

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus