O SEGREDO DOS ANIMAIS

O SEGREDO DOS ANIMAIS

(Barnyard)

2006 , 89 MIN.

Gênero: Animação

Estréia: 27/10/2006

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Steve Oedekerk

    Equipe técnica

    Roteiro: Steve Oedekerk

    Produção: Paul Marshal, Steve Oedekerk

    Trilha Sonora: John Debney

    Estúdio: Nickelodeon Movies, O Entertainment, Paramount Pictures

    Elenco

    Andie MacDowell, Courteney Cox, Danny Glover, John Di Maggio, Kevin James, Megan Cavanagh, Steve Oedekerk

  • Crítica

    27/10/2006 00h00

    Depois que a Pixar e a DreamWorks provaram que desenhos animados de longa-metragem podem ser muito lucrativos, iniciou-se uma verdadeira enxurrada de filmes (que os marqueteiros dos estúdios odiosamente chamam de "produtos") visando morder esta suculenta fatia de mercado. Como conseqüência, a técnica destes desenhos evoluiu de maneira espantosa. Mas, infelizmente, o mesmo não se pode dizer de seus conteúdos. Pelo contrário. A falta de criatividade em muitos roteiros faz o espectador mais desavisado confundir Madagascar com Selvagem (parecidíssimos), Vida de Inseto com Lucas - Um Intruso no Formigueiro ou mesmo Shrek com O Bicho Vai Pegar. São roteiros com estruturas narrativas extremamente similares. O próprio Carros reconta uma história já vista na comédia Doutor Hollywood, com Michael J. Fox.

    O Segredo dos Animais, da Paramount e Nickelodeon, não foge à regra. Primeiro, o conceito básico: quando não são vistos por seres humanos, os animais se comportam como as pessoas. Se alguém os avista, eles voltam instantaneamente a se comportar como meros animais. Ou seja, é a mesma premissa de Toy Story em relação aos brinquedos. O segredo dos animais é o mesmo segredo dos brinquedos da Pixar. Quanto ao desenvolvimento da história, a trama fala de Ben (um boi, mas com tetas de vaca, coisa meio estranha), líder dos animais de uma fazenda que tem sérias dificuldades em educar seu filho Otis (outro boi com tetas de vaca), um adolescente irresponsável que só pensa em se divertir. Ben sonha em fazer de Otis o seu sucessor na liderança, mas percebe que a tarefa não será nada fácil. Atacado por um bando de coiotes, Ben morre e a fazenda fica sem comando, abrindo caminho para Otis crescer como pessoa (desculpe, como boi, ainda que com tetas de vaca), superar seus problemas e se posicionar como o novo líder.

    Experimente: no texto acima troque "Ben" por "Mufasa", "Otis" por "Simba", "coiotes" por "hienas" e "fazenda" por "reino". Fácil, não? Para quem ainda não se convenceu, há uma passagem bem significativa na qual o jovem Otis vê uma mensagem de seu falecido pai refletida num grande céu estrelado. Trocando em miúdos, O Segredo dos Animais é uma mistura de O Rei Leão com Nem que a Vaca Tussa, mais alguns personagens que parecem ter saído do "elenco" de O Galinho Chicken Little. Junte a isso algumas situações divertidas, meia dúzia de piadas legais, algumas canções dançantes (nem todas dubladas, o que é uma pena) e temos mais um desenho simpaticamente descartável. Ruim? Não. Mas facilmente esquecível após o primeiro pedaço de pizza depois da sessão de cinema.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus