O SONHO DE CASSANDRA

O SONHO DE CASSANDRA

(Cassandra's Dream)

2007 , 108 MIN.

14 anos

Gênero: Drama

Estréia: 30/04/2008

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Woody Allen

    Equipe técnica

    Roteiro: Woody Allen

    Produção: Gareth Wiley, Letty Aronson, Stephen Tenenbaum

    Fotografia: Vilmos Zsigmond

    Trilha Sonora: Philip Glass

    Estúdio: Iberville Productions, Virtual Studios, Wild Bunch

    Distribuidora: Imagem Filmes

    Elenco

    Allan Ramsey, Andrew Howard, Ashley Madekwe, Cate Fowler, Clare Higgins, Colin Farrell, Dan Carter, David Horovitch, Emily Gilchrist, Ewan McGregor, Franck Viano, George Richmond, Hayley Atwell, Hugh Rathbone, Jennifer Higham, Jim Carter, John Benfield, Keith Smee, Lee Whitlock, Maggie McCarthy, Mark Umbers, Matt Bardock, Michael Harm, Milo Bodrozic, Paul Gardner, Paul Marc Davis, Peter-Hugo Daly, Philip Davis, Phyllis Roberts, Richard Graham, Richard Lintern, Ross Boatman, Sally Hawkins, Stephen Noonan, Tamzin Outhwaite, Terry Budin-Jones, Tom Fisher, Tom Wilkinson, Tommy Mack

  • Crítica

    30/04/2008 00h00

    Morte. Medo. Culpa. Traição. Em O Sonho de Cassandra, Woody Allen novamente revisita alguns dos temas que ajudaram a fazer o sucesso de sua brilhante carreira. São assuntos que o cineasta já havia, em diferentes graus, abordado em filmes como Crimes e Pecados, Misterioso Assassinato em Manhattan, Hannah e Suas Irmãs e Match Point - Ponto Final, para citar alguns exemplos. Ele estaria então se tornando repetitivo? Nada disso. Aos 72 anos, Allen ainda mostra uma incrível capacidade de se renovar e de reinventar seu cinema a cada filme. Nesta sua terceira produção européia (depois de Match Point - Ponto Final e Scoop - O Grande Furo), ele investiga a culpa com profundidade e dor ao mostrar a história de uma família que se destrói justamente por causa de uma situação de lealdade familiar.

    Tudo ocorre em Londres, onde os irmãos Ian (Ewan McGregor) e Terry (Colin Farrell) vivem uma vida de falsas aparências. Ian usa belas roupas, carros emprestados e muito de seu charme britânico para ocultar uma situação financeira periclitante. Terry tem a capacidade de ganhar fortunas em jogos de azar, para perdê-las, em dobro, logo em seguida. É nesta situação de total instabilidade que surge o tio Howard (Tom Wilkinson), o herói da família, o único que deu certo e ficou milionário trabalhando nos EUA (mais precisamente na Califórnia, berço do cinema comercial que Allen tanto satirizou em Dirigindo no Escuro). A presença do querido milionário vindo da América como um pródigo Tio Patinhas poderia ser a solução de todos os problemas dos sobrinhos. Mas é exatamente aí que as maiores tragédias começam a se desenhar. Vale lembrar: na mitologia, Cassandra é a portadora de más notícias.

    Igual a Match Point - Ponto Final e diferente de Scoop - O Grande Furo, Allen segue a linha da sobriedade narrativa e aposta na investigação dos limites humanos. Quem prefere o cineasta satírico e divertido das grandes comédias talvez torça o nariz para O Sonho de Cassandra. Mas quem admira o Woody Allen compenetrado e bom contador de histórias tensas certamente sairá do cinema gratificado. E tenso, como nos grandes suspenses britânicos.

    Os ares europeus têm feito bem a Woody Allen.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus