O TRIO

O TRIO

(Das Trio)

1997 , 106 MIN.

18 anos

Gênero: Comédia

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Hermine Huntgeburth

    Equipe técnica

    Roteiro: Hermine Huntgeburth, Horst Sczerba, Volker Einrauch

    Produção: Laurens Straub, Pia Frankenberg

    Fotografia: Martin Kukula

    Trilha Sonora: Niki Reiser

    Elenco

    Angelika Bartsch, Christian Redl, Felix Eitner, Götz George, Jeanette Hain

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    O pai Zobel (Götz George), sua filha Lizzy (Jeanette Hain) e seu parceiro homossexual Karl (Christian Redl) ganham a vida roubando carteiras em lugares movimentados da Alemanha. Nem tudo vai bem entre eles. O relacionamento entre Zobel e Karl está se desgastando, e o futuro da trinca de criminosos parece estar com seus dias contados. Um violento acidente força a entrada de um novo membro no grupo - Rudolph (Feliz Heitner) - trazendo ciúmes, acendendo paixões e causando ainda mais problemas.

    Por mais que se esprema, é difícil extrair algum tipo de conteúdo deste filme insosso e arrastado. Quase toda a ação fica girando como uma rosca empanada em torno do cotidiano vazio dos pequenos ladrões. Houve uma época em que o simples fato de um filme tratar de maneira aberta da temática homossexual já era motivo suficiente para que ele fosse comentado e badalado. Este tempo já passou. Faz anos que não é mais ousadia nenhuma abordar este assunto na tela grande. E este é um dos principais problemas de O Trio: ele não ousa. E ainda por cima incorre novamente num dos maiores erros históricos do cinema alemão: abusa do excesso de diálogos.

    Depois do frescor e da renovação trazida pelo ótimo Corra, Lola, Corra, esperava-se um pouco mais do cinema produzido na Alemanha. Lento e escuro, O Trio só consegue ganhar um pouco mais de interesse na sua parte final, o que já pode ser tarde demais: parte da platéia pode ter caído no sono. Produzido em 1998, o filme beira o descartável.


    26 de outubro de 2000
    -----------------------------------
    Celso Sabadin é jornalista especializado em cinema desde 1980. Atualmente é crítico de cinema da Rede Bandeirantes de Rádio e Televisão e do Canal 21. Às sextas-feiras é colunista do Cineclick. [email protected]

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus