OS AMANTES

OS AMANTES

(Les Amants)

1958 , 88 MIN.

12 anos

Gênero: Drama

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Louis Malle

    Equipe técnica

    Roteiro: Louis Malle, Louise de Vilmorin

    Fotografia: Henri Decaë

    Trilha Sonora: Serge Baudo

    Estúdio: Nouvelles Éditions de Films

    Elenco

    Alain Cuny, Claude Mansard, Gaston Modot, Georgette Lobre, Gib Grossac, Jean-Marc Bory, Jeanne Moreau, José Luis de Vilallonga, Judith Magre, Lucienne Hamon, Michèle Girardon, Pierre Frag

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    O tédio do casamento, o adultério, a traição, a paixão avassaladora, todos estes temas poderiam ser encarados de forma preconceituosa e talvez até escandalosa, em 1958, ano de produção do filme Os Amantes. Hoje, porém, este trabalho de Louis Malle (o mesmo de Adeus Meninos) retém um sabor de passado, de roupa velha guardada no armário.

    Bastante simples e linear, a trama fala de Jeanne (Jeanne Moreau), mulher entediada pelo casamento com Henri (Alain Cuny), dono de um jornal em Dijon. Jeanne prefere a agitação de Paris, para onde vai constantemente se encontrar com a amiga Maggy (Judith Magre) e o charmoso jogador de pólo Raoul (José-Luis Villalonga), de quem se torna amante. Logo, porém, Jeanne percebe que seu suposto amor pelo novo amante pode ser facilmente substituído por uma aventure que a tire de sua vida sem sentido.

    Adaptado do romance Point de Lendemain, de Dominique Vivant, Os Amantes hoje é um filme direcionado apenas a estudantes, historiadores ou a interessados particularmente no estudo da obra de Louis Malle. Seu valor é muito mais histórico que cinematográfico.

    26 de setembro de 2001
    ____________________________________________
    Celso Sabadin é jornalista e crítico de cinema da Rádio CBN. Às sextas-feiras, é colunista do Cineclick. [email protected]

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus