OS INDOMÁVEIS

OS INDOMÁVEIS

(3:10 to Yuma)

2007 , 117 MIN.

14 anos

Gênero: Faroeste

Estréia: 15/02/2008

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • James Mangold

    Equipe técnica

    Roteiro: Derek Haas, Halsted Welles, Michael Brandt

    Produção: Cathy Konrad

    Fotografia: Phedon Papamichael

    Trilha Sonora: Marco Beltrami

    Estúdio: Relativity Media

    Elenco

    Ben Foster, Chad Brummett, Chris Browning, Christian Bale, Henry Herman, Hugh Elliot, Jason Henning, Kevin Durand, Logan Lerman, Peter Fonda, Russell Crowe

  • Crítica

    15/02/2008 00h00

    Os Indomáveis é uma excelente refilmagem de Galante e Sanguinário, clássico faroeste de 1957. Sob a direção de James Mangold (Johnny & June), o longa ressuscita o gênero de maneira exemplar. Apesar dos westerns nunca terem morrido totalmente por causa de grandes produções, como Os Imperdoáveis (1992), de Clint Eastwood, nas décadas de 50, 60 e 70 eram febre nos cinemas e um de seus maiores astros era John Wayne.

    Dan Evans (Christian Bale) é um veterano da Guerra Civil norte-americana extremamente honesto, que tenta sustentar sua esposa e dois filhos por meio de um rancho que sofre problemas com a seca. Endividado, seu filho mais velho William (Logan Lerman) não se conforma com a atitude do pai e vive criticando sua posição passiva diante do problema. Para provar que é um homem corajoso e, ainda por cima, ganhar um bom dinheiro, Evans se oferece para escoltar o maior fora-da-lei do Velho Oeste: Ben Wade (Russell Crowe). Líder de uma quadrilha de assaltantes e assassinos impiedosos, ele é capturado com a ajuda do próprio Evans e tem de ser levado no trem das 3h10 para Yuma - daí o título original 3:10 to Yuma -, onde será julgado e enforcado.

    A viagem não será nada fácil. Além dos membros da gangue que querem libertar Wade, Evans terá de defender a vida do prisioneiro de vários outros perigos. Tantas ameaças fazem com que eles se aproximem de uma maneira bem peculiar.

    Todo bom filme de faroeste deve seu sucesso a um talentoso ator e um competente diretor que saiba permear as cenas de ação sem cansar o público, seja com o excesso ou com ausência de tiros. Afinal, o roteiro sozinho, por mais bem elaborado que seja, não segura um western. No caso de Os Indomáveis, o pacote vem completo. Mangold cumpre muito bem sua função, de forma direta e segura; os atores Christian Bale (Batman Begins) e Russell Crowe (O Gângster) dão um show de interpretação e testosterona, hormônio fundamental nesse tipo de produção. Porém, além de serem personagens típicos do Velho Oeste, não deixam de lado os sentimentos de um simples mortal, mas sem "dar bandeira", claro. A dupla emociona e transmite a mensagem sem precisar dizer nenhuma palavra.

    Como já foi dito, Os Indomáveis é um filme de bangue-bangue e, obviamente, distribui tiros para quem aparecer na frente. Mas, para quem não gosta de tiroteios, isso não deve desanimar. A história e os personagens são muito envolventes e, apesar de ter mais de duas horas de duração, o tempo passa rápido, deixando um gostinho de "quero mais", principalmente por ter um final surpreendente e emocionante. Com certeza, Os Indomáveis fará novos fãs de faroeste.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus