OS INFILTRADOS

OS INFILTRADOS

(The Departed)

2006 , 152 MIN.

18 anos

Gênero: Drama

Estréia: 10/11/2006

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Martin Scorsese

    Equipe técnica

    Roteiro: William Monahan

    Produção: Brad Grey, Brad Pitt

    Fotografia: Michael Ballhaus

    Trilha Sonora: Howard Shore

    Estúdio: Initial Entertainment Group (IEG), Media Asia Films, Plan B Entertainment, Vertigo Entertainment, Warner Bros. Pictures

    Elenco

    Alec Baldwin, Alex Morris, Amanda Lynch, Andrew Breving, Anthony Anderson, Anthony Estrella, Armen Garo, Audrie Neenan, Billy Smith, Bo Cleary, Brian Haley, Brian Smyj, Chance Kelly, Chris Fischer, Conor Donovan, Craig Castaldo, Daniel F. Risteen Jr., David Conley, David Fischer, David O'Hara, Deborah Carlson, Denece Ryland, Dennis Lynch, Dorothy Lyman, Douglas Crosby, Emma Tillinger Koskoff, Francesca Scorsese, Francis P. Hughes, Frank Mallicoat, Gurdeep Singh, Henry Yuk, J.C. MacKenzie, Jack Nicholson, James Badge Dale, Jay Giannone, Jeffrey Winter, Jill Brown, John Cenatiempo, John Farrer, John McConnell, John Polce, John Rue, Johnny Cicco, Joseph P. Reidy, Joseph Riccobene, Kenneth Stoddard, Kevin Corrigan, Kevin P. McCarthy, Kristen Dalton, Larry Mitchell, Leonardo DiCaprio, Lyman Chen, Mark Philip Patrick, Mark Rolston, Mark Wahlberg, Martin Sheen, Mary Klug, Matt Damon, Michael Byron, Mick O'Rourke, Nellie Sciutto, Paddy Curran, Paris Karounos, Patrick Coppola, Paula DeMers, Peg Holzemer, Peter Crafts, Peter Welch, Ray Winstone, Robert 'Toshi' Kar Yuen Chan, Robert Wahlberg, Sallie Toussaint, Sarah Fearon, Shay Duffin, Terry Serpico, Thomas B. Duffy, Tom Kemp, Tony M. Yee, Tracey Paleo, Vera Farmiga, Victor Chan, Walter Y.F. Wong, William Lee, William Severs, Zachary Pauliks

  • Crítica

    10/11/2006 00h00

    Martin Scorsese é o tipo de cineasta que gosta de filmar histórias tipicamente norte-americanas. Os Infiltrados é uma delas, apesar de seu roteiro ser inspirado em Conflitos Internos (2002), de Hong Kong. Trata-se de um filme inteligente, complexo e repleto de reviravoltas. Aqui, nada é o que parecer ser e esse é o maior encanto da produção. A bandeira norte-americana está em todos os lugares avisando: isto é a América. Acostume-se.

    Os "infiltrados" do filme são Colin (Matt Damon) e Bill (Leonardo Di Caprio). Apesar de terem crescido no subúrbio de Boston, num bairro dominado por descendente de irlandeses (como eles mesmos), os dois não se conhecem. Cada um está do seu "lado" da história: Colin é membro de uma gangue infiltrado na polícia local; Bill é o policial trabalhando secretamente entre os bandidos. A trama tem mocinhos e bandidos, mas não é maniqueísta. O mocinho parece bandido, o bandido parece um mocinho. As coisas não são tão simples quando aparentam ser e esse é o grande trunfo de Os Infiltrados: o espectador é desafiado a pensar o tempo inteiro e seduzido a acompanhar atentamente esta violenta e fascinante trama.

    Seus personagens cheios de duplicidades, de construção complexa e boas interpretações. Jack Nicholson, como sempre, dá um espetáculo na atuação do personagem que exerce o importante papel de ser o mais forte elo de ligação entre os dois infiltrados. Nos primeiros momentos que ele aparece, a fotografia - de influência noir ao trabalhar luzes e sombras - o esconde, existe uma aura de mistério em seu personagem, aos poucos revelada.

    Há muita complexidade nesta história que, em muitos momentos, lembra o "clássico dos clássicos" em se tratando de filmes de gângsteres: O Poderoso Chefão (1972). O filme também remete a um dos melhores momentos de Scorsese como cineasta, em Os Bons Companheiros (1990). São filmes complexos, com personagens repletos de profundidade envolvidos em tramas que sofrem reviravoltas e envolvem o espectador de forma fascinante. Por isso, se o filme de Coppola é um dos maiores clássicos de sua época, Os Infiltrados tem tudo parar marcar o cinema norte-americano atual.

    Em tempo: a trilha sonora também merece destaque. Afinal, Martin Scorsese é um cineasta que dá atenção à música. Produziu a série The Blues e dirigiu o documentário No Direction Home, sobre Bob Dylan, só para citar alguns exemplos. Em Os Infiltrados, logo na primeira cena, Scorsese mostra Jack Nicholson caminhando vagarosamente ao som de Gimme Shelter, do Rolling Stones, numa cena primorosa também por causa da música. The Beach Boys, Allman Brothers e John Lennon também dão o ar da graça nesta trilha, que apresenta a pouco conhecida banda punk Dropkick Murphys. Formada em Boston - onde é situada a trama do longa -, mistura riffs pesados à gaita de fole (referência à origem irlandesa dos personagens).

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus