OS INFRATORES

OS INFRATORES

(Lawless)

2012 , 116 MIN.

16 anos

Gênero: Drama

Estréia: 12/10/2012

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • John Hillcoat

    Equipe técnica

    Roteiro: Nick Cave

    Produção: Douglas Wick, Lucy Fisher, Megan Ellison, Michael Benaroya

    Fotografia: Benoît Delhomme

    Estúdio: Annapurna Pictures, Benaroya Pictures, Blum Hanson Allen Films, Pie Films, Red Wagon Productions

    Distribuidora: Imagem Filmes

    Elenco

    Alex Van, Bruce McKinnon, Chris McGarry, Courtney Penny, Dane DeHaan, Darryl Booker, Duncan Nicholson, Eric Mendenhall, Gary Oldman, Guy Pearce, Ian Mazer, Jason Clarke, Jeff Braun, Jessica Chastain, Joel Rogers, Lew Temple, Mia Wasikowska, Noah Taylor, Randall Franks, Ricky Muse, Ron Clinton Smith, Ryleigh Kantorik, ShiaLaBeouf, Tom Hardy, Toni Byrd, Trevor Alexander Mann, William J. Harrison

  • Crítica

    10/10/2012 16h00

    Acredite na lenda. O diretor John Hillcoat convida o público a conhecer e, acima de tudo, a acreditar na história dos irmãos Bondurant, três jovens do interior que ganham a vida vendendo bebidas durante a Lei Seca americana. Graças a alguns eventos mal explicados e ao folclore popular, uma lenda de imortalidade é criada em torno deles.

    A fantasia é o que mantém boa parte do filme, ajudando a esconder alguns buracos da história contada no livro Wettest County, assinado por Matt Bondurant, descendente direto do trio principal: Jack (Shia LaBeouf), Howard (Jason Clarke) e Forrest (Tom Hardy). A curiosidade fica por conta do responsável pela adaptação da trama: o músico australiano Nick Cave, um dos maiores nomes do rock alternativo dos anos 80.

    O roteiro não dá certeza alguma sobre quem é o principal protagonista da história. Isso não é necessariamente um problema, porém neste caso torna-se algo confuso. Na primeira metade do longa, fica claro que Forrest, um brutamontes de bom coração e fala mansa, será o foco da trama. Aliás, impossível não associar o personagem ao Bane de O Cavaleiro das Trevas Ressurge, já que Hardy continua com o biotipo e as falas quase sempre murmuradas do vilão criando uma sensação de dejà vu durante bom tempo.

    Na segunda metade tudo muda e Jack, o mais jovem dos irmãos Bondurant, se torna o protagonista. Personagens secundários vêm e vão para justificar essa alteração, deixando clara apenas a dificuldade em escolher um caminho para a trama.

    O elenco de enorme potencial não consegue salvar o problemático roteiro. A participação de Gary Oldman, no papel do mafioso Floyd Banner, merece destaque, mesmo que sua relação com os Bondurant seja algo mal explicado. Shia LaBeouf também faz um bom trabalho no papel de Jack, apesar do imaturo aprendiz de gângster não evoluir o quanto deveria ao longo do filme.

    Nos primeiros minutos, somos apresentados a uma verdadeira carnificina ao melhor estilo Scarface, no entanto, pouco do que se vê a seguir realmente nos remete à máfia. Os Infratores não é um filme ruim, mas tem um resultado final bastante confuso, fruto da inexperiência do roteirista Nick Cave. O que vai à tela é um relacionamento familiar do interior americano ora tedioso, ora empolgante.

    O enredo deixa dúvidas sobre o quanto de fantasia podemos receber sem questionar uma obra. Afinal, um personagem sobreviver a diversos tiros no peito, durante a década de 30 e sem atendimento médico, não é nada fácil de aceitar. Você realmente vai ter de acreditar na lenda citada anteriormente. Destaque apenas para a ótima trilha sonora, o ponto alto da produção.


Deixe seu comentário
comments powered by Disqus