OS SEUS, OS MEUS E OS NOSSOS (2005)

OS SEUS, OS MEUS E OS NOSSOS (2005)

(Yours, Mine and Ours (2005))

2005 , 90 MIN.

Gênero: Comédia

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Raja Gosnell

    Equipe técnica

    Roteiro: David Kidd, Ron Burch

    Produção: Richard Suckle, Robert Simmonds

    Fotografia: Theo van de Sande

    Trilha Sonora: Christophe Beck

    Estúdio: Nickelodeon Movies, Paramount Pictures, Sony Pictures Entertainment

    Elenco

    Brecken Palmer, Bridger Palmer, Dean Collins, Dennis Quaid, Haley Ramm, Katija Pevec, Rene Russo, Sean Faris, Tyler Patrick Jones

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Raja Gosnell continua insistindo. Depois dos dois Scooby-Doo, Esqueceram de Mim 3 e do infame Vovó... Zona, ele agora usa sua mão pesada na direção de Os Seus, os Meus e os Nossos, um projeto que já peca na sua própria origem. Afinal, refazer um clássico de 1968 trocando Lucille Ball por Rene Russo e Henry Fonda por Dennis Quaid parece ser coisa de quem não gosta muito de cinema. Seria algo como refazer Casablanca com Freddie Prinze Jr. e Jennifer Lopez.

    Quaid é Frank, um almirante durão da Guarda Costeira americana, viúvo, pai de oito filhos que comanda com mão de ferro. Rene é Helen, hippie temporã que voltou de Woodstock a pé e acabou de chegar. Também viúva, é mãe de dez filhos que cria com arte e liberdade. Namorados na época de escola, eles voltam a se encontrar, casam-se e encaram o desafio de criar 18 filhos. O resto do filme o espectador mais esperto já adivinhou. Sim, é isso mesmo: tudo aquilo que você pensou que iria acontecer, acontece mesmo. Sem nenhuma criatividade, das maneiras mais previsíveis possíveis, e com um senso de humor que chega a lembrar os Trapalhões. Em sua fase decadente. Quando o filme vira da comédia para o romance, aí sim tudo desanda, com doses da mais pura pieguice que podem fazer mal ao espectador com taxa de glicose alta.

    Um grande equívoco.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus