PAIXÕES PARALELAS

PAIXÕES PARALELAS

(Passion of Mind)

2000 , 105 MIN.

14 anos

Gênero: Drama

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Alain Berliner

    Equipe técnica

    Roteiro: David Field, Ronald Bass

    Produção: Carole Scotta, Tom Rosenberg

    Fotografia: Eduardo Serra

    Trilha Sonora: Randy Edelman

    Estúdio: Lakeshore Entertainment

    Elenco

    Demi Moore, Eloise Eonnet, Peter Riegert, Sinéad Cusack, William Fichtner

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Como detonar a carreira de um promissor cineasta europeu? Fácil! É só levá-lo para trabalhar em Hollywood. Seguindo o caminho de outros europeus que se perderam no mercado norte-americano, o belga Alain Berliner (do ótimo e premiado Minha Vida em Cor-de-Rosa) lança neste final de semana nos cinemas brasileiros um verdadeiro desastre cinematográfico chamado Paixões Paralelas.

    A história é sobre uma dona-de-casa francesa, viúva e mãe de duas filhas, que todas as noites sonha que é uma poderosa executiva novaiorquina, solteira e independente. O problema é que ela perdeu a noção do que é sonho e do que é realidade. Ou seja, ela não sabe mais se é uma francesa que sonha ser americana, ou se é uma americana que sonha ser francesa. Este roteiro, ligeiramente confuso, não é exatamente o ponto fraco do filme. Afinal, A Dupla Vida de Veronique explora um tema similar, com bastante talento. O problema é de direção mesmo. Berliner não consegue contar direito nenhuma das duas vidas da moça. Perde-se em diálogos chochos, não dá ritmo à narrativa, e ainda por cima reúne um elenco sem nenhum carisma. O filme não consegue exibir nem o tradicional charme do cinema europeu, tampouco atinge o nível de entretenimento desejado pelo mercado americano.

    Trocando em miúdos, os sonhos desta misteriosa mulher se transformam num verdadeiro pesadelo para quem se dispuser a ver o filme.
    Volta pra casa, Berliner!

    23 de agosto de 2000
    ------------
    Celso Sabadin é jornalista especializado em cinema desde 1980. Atualmente é crítico da Rede Bandeirantes de Rádio e Televisão, e do Canal 21.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus