PARTÍCULAS ELEMENTARES

PARTÍCULAS ELEMENTARES

(Elemetarteilchen)

2006 , 105 MIN.

16 anos

Gênero: Drama

Estréia: 28/03/2008

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Oskar Roehler

    Equipe técnica

    Roteiro: Michel Houellebecq, Oskar Roehler

    Produção: Bernd Eichinger, Oliver Berben

    Fotografia: Carl-Friedrich Koschnick

    Trilha Sonora: Martin Todsharow

    Estúdio: Medienfonds GFP

    Elenco

    Christian Ulmen, Corinna Harfouch, Franka Potente, Martina Gedeck, Moritz Bleibtreu, Nina Hoss, Uwe Ochsenknecht

  • Crítica

    28/03/2008 00h00

    São dois meios-irmãos, cada um com seu problema sexual. Bruno (Moritz Bleibtreu, Melhor Ator no Festival de Berlim por este filme) é um professor em crise no casamento porque perdeu o encanto físico pela esposa. Michael (Christian Ulmen) é um brilhante, porém tímido, cientista, ainda virgem. Filhos de pais diferentes, ambos são produtos de uma mãe que, nos anos 70, acreditava no amor livre e no movimento hippie. E que continuou acreditando até a sua morte.

    Bruno tenta compensar sua frustração sexual de diferentes formas, seja assediando uma jovem aluna, seja acampando numa colônia nudista. Enquanto Michael procura sua redenção se reencontrando com Annabelle (Franka Potente, de Corra, Lola, Corra), a antiga namoradinha de infância.

    Estes dois meios-irmãos, cada um à sua maneira, vivem "meias-vidas". Existências incompletas, longes de qualquer plenitude, e buscam caminhos opostos na tentativa de acertar as contas com um passado turbulento. Acabam encontrando verdades e soluções incompletas.

    Talvez por isso, o diretor e roteirista Oskar Roehler, a partir do livro do escritor francês Michel Houellebecq, tenha realizado um "meio-filme". Um trabalho que abre várias frentes e acaba não se aprofundando em nenhuma delas, bem ao estilo dos imprecisos meios-irmãos. Partículas Elementares deixa no ar a sensação de que faltou algo ao filme. E algo importante. Profundidade, provavelmente.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus