PECADOS ÍNTIMOS

PECADOS ÍNTIMOS

(Little Children)

2006 , 137 MIN.

16 anos

Gênero: Drama

Estréia: 09/02/2007

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Todd Field

    Equipe técnica

    Roteiro: Todd Field, Tom Perrotta

    Produção: Albert Berger, Ron Yerxa, Todd Field

    Fotografia: Antonio Calvache

    Trilha Sonora: Thomas Newman

    Estúdio: Bona Fide Productions, New Line Cinema

    Elenco

    Jackie Earle Haley, Jennifer Connelly, Kate Winslet, Patrick Wilson, Sadie Goldstein, Ty Simpkins

  • Crítica

    09/02/2007 00h00

    Praticamente seis anos após o drama Entre Quatro Paredes, Todd Field retorna à direção no inquietante Pecados Íntimos, voltando novamente sua câmera giratória contra a hipocrisia da família supostamente média e equilibrada norte-americana. O ponto de partida é a liberação, em condicional, de Ronnie (vivido por Jackie Early Haley, um coadjuvante sem muitas chances no cinema, mas que rouba a cena neste papel), um molestador de crianças que passa a morar num bairro tranqüilo, rico e familiar. O desconforto de todos é geral diante da potencial ameaça. Porém, logo se percebe que Ronnie é apenas o lado visível e midiático da podridão daquela sociedade que se sustenta sobre os tradicionais pilares das aparências e da riqueza. Cada um a seu jeito, todos os personagens têm perversões, vazios e profundas tristezas a esconder.

    O roteiro foi escrito pelo próprio diretor, em parceria com Tom Perrota, autor do livro que originou o filme. Ele acaba se centralizando em Sarah (Kate Winslet) e Brad (Patrick Wilson, de O Fantasma da Ópera). Ela, mestre em Literatura, tem visão crítica da mediocridade do mundo que a rodeia, mas não tem a atitude suficiente para mudar o próprio destino. Ele, recém-formado em Direito, há quase três anos tenta, sem sucesso, passar no exame da Ordem dos Advogados. Ambos, insatisfeitos em seus respectivos casamentos, se conhecem casualmente num playground. A atração é imediata. A traição parece inevitável.

    Aos poucos, novos personagens são adicionados à trama. Cada qual deles contribuindo com um lado fascinantemente perturbador à história. A narrativa de Field é envolvente, convidativa, silenciosamente sedutora, como quem cochicha segredos inconfessáveis nos ouvidos atentos da platéia. Na tentativa de condensar as idéias do vasto livro de Perrota, muitas vezes o roteiro recorre ao pouco cinematográfico recurso da narração em off, o que não chega a incomodar, diante da profundidade das idéias e dos sentimentos de cada um dos (sempre bem construídos) personagens.

    A tensão é constante. A tragédia parece se anunciar a cada cena, causando uma sensação de sufocamento que, contrariamente aos filmes comerciais convencionais, não será desatada no final da projeção. Em Pecados Íntimos, o público não exorciza seus medos. Ao contrário: carrega-os consigo para casa, após a sessão.

    O filme está indicado a três Oscars: Roteiro Adaptado, Atriz para Kate Winslet e Coadjuvante para Jackie Early Haley.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus