PEÕES

PEÕES

(Peões)

2004 , 85 MIN.

Gênero: Documentário

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Eduardo Coutinho

    Equipe técnica

    Roteiro: Eduardo Coutinho

    Produção: João Moreira Salles, Maurício Andrade Ramos

    Fotografia: Jacques Cheuiche

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Peões, novo documentário de Eduardo Coutinho, funciona como complemento de Entreatos, de João Moreira Salles. Os dois são essenciais para que o quadro político atual do Brasil seja compreendido, mostrando, com focos diferentes, o desenrolar dos acontecimentos políticos depois das greves de metalúrgicos do ABC (região fabril localizada na Grande São Paulo) no final da década de 70 e início dos anos 80.

    Essa série de eventos acontecida entre a classe de trabalhadores criou não somente um partido – o PT (Partido dos Trabalhadores), um dos mais influentes do País -, mas, também, apresentou ao Brasil um verdadeiro líder que, hoje, é Presidente da República. As câmeras de Peões buscam relatos em figuras desconhecidas, mas que estiveram no calor dessas greves e ouviram os discursos de Lula sobre o palanque, uma resposta ao que mudou depois desses eventos.

    O foco do documentário está somente no presente desses desconhecidos. Tanto que as imagens de Lula daquela época são as presentes em outros longas – como Linha de Montagem, de Renato Tapajós, e ABC da Greve, de Leon Hirszman.Também pelas lembranças e histórias dos 21 anônimos entrevistados, Coutinho mostra especialmente o significado de Lula nessa época entre os 140 mil grevistas. Seus entrevistados vêem em Lula uma espécie de pai, um líder da época de greves que ficou para sempre marcado em suas histórias.

    Como já é marca no trabalho de Coutinho, a verdadeira intenção de Peões não é fazer militância política, ou mesmo contar a história de Lula, mas sim das pessoas que permaneceram desconhecidas após esses episódios.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus