PERSÉPOLIS

PERSÉPOLIS

(Persepolis)

2007 , 95 MIN.

12 anos

Gênero: Animação

Estréia: 22/02/2008

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Marjane Satrapi, Vincent Paronnaud

    Equipe técnica

    Roteiro: Vincent Paronnaud

    Produção: Marc-Antoine Robert, Xavier Rigault

    Trilha Sonora: Olivier Bernet

    Estúdio: 2.4.7. Films

    Elenco

    Catherine Deneuve, Chiara Mastroianni, Danielle Darrieux, Gabrielle Lopes Benites, Simon Abkarian

  • Crítica

    22/02/2008 00h00

    Com temas pesados, dosados pelo humor conferido pela adorável protagonista, este é um exemplar (cada vez mais comum) de animação destinada ao público adulto, como os recentes O Homem Duplo e Renaissance. Afinal, o pano de fundo de Persépolis é baseado na própria trajetória história do Irã, passando pela imposição religiosa imposta no país.

    É nesse cenário onde encontramos Marji (voz de Chiara Mastroianni na versão francesa, original, da animação). Nascida nos anos 70, ela passa sua juventude ouvindo fitas de punk rock e, por conta da restrição social imposta pela religião nos anos 80, ela acaba saindo do país para morar na Europa.

    A vida de Marji é detalhada com tanta riqueza quanto o pano de fundo político. Desta forma, Persepolis é um raro e saboroso exemplo de narrativa que consegue conduzir bem e lidar com esses dois elementos fortes na trama, que permanecem predominantes, recebendo igualmente a atenção do espectador. Tão forte é a questão política carregada pelo longa que, em 2007, o governo iraniano mandou uma carta à embaixada da França em Teerã para protestar contra o filme.

    Com traços simples, mas de composição complexa - passando longe de animações digitais ao apelar mais para um lado mais "tradicionalista" da arte -, Persépolis é adaptação da aclamada graphic novel homônima. O longa mantém os traços e a linguagem adotada por Marjane Satrapi nos quadrinhos. Não à toa, ela assina a co-direção da animação e isso foi importante para que seu estilo consagrado no papel fosse mantido na tela.

    Com uma linguagem rápida, diálogos divertidos e belas imagens, Persépolis conta uma história cujo pano de fundo é a própria trajetória histórica do Irã.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus