PETER PAN: DE VOLTA À TERRA DO NUNCA

PETER PAN: DE VOLTA À TERRA DO NUNCA

(Peter Pan 2: Return to Neverland)

2002 , 72 MIN.

anos

Gênero: Animação

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Robin Budd

    Equipe técnica

    Roteiro: Temple Mathews

    Produção: Cheryl Abood, Christopher Chase, Dan Rounds, Michelle Pappalardo-Robinson

    Trilha Sonora: Joel McNeely, John Flansburgh, John Linnell

    Estúdio: DisneyToon Studios, Walt Disney Animation, Walt Disney Pictures, Walt Disney Television Animation

    Distribuidora: Disney

    Elenco

    Corey Burton, Harriet Owen, Jeff Bennett, Kath Soucie, Lawrence Watson

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Produzido pela divisão de televisão da Walt Disney, Peter Pan – De Volta à Terra do Nunca retoma os famosos personagens criados pelo escritor escocês James Barrie e imortalizados em desenho animado em 1953. Agora, o novo roteiro situa a história durante a Segunda Guerra. Wendy está casada e é mãe de dois filhos, mas ainda mantêm vivas no coração as incríveis histórias vividas ao lado de Peter Pan e dos piratas do Capitão Gancho. Porém, sua filha Jane se recusa a acreditar neste tipo de fantasia, que ela considera infantil. Até o momento em que o próprio Peter, pessoalmente, a leva para uma aventura na Terra do Nunca.

    Peter Pan – De Volta à Terra do Nunca parece ser um desenho animado direcionado muito mais aos pais nostálgicos que aos filhos modernos. Tudo nele tem um forte sabor de saudosismo, desde o traço convencional até as comportadas canções. Até o pano de fundo escolhido para a trama – a Segunda Guerra Mundial – fala mais de perto a um público mais maduro. A mensagem é clássica: jamais abandonar a fantasia, o prazer do sonho e da imaginação.

    Depois dos últimos reveses sofridos (culminando com a perda do Oscar de Animação em Longa-Metragem para Shrek), parece que a Disney está cada vez menos inovadora, preferindo apostar algumas de suas fichas em idéias já consolidadas. Não foi somente Peter Pan que renasceu para as telas: Cinderella também acaba de ganhar uma continuação, produzida especialmente para vídeo e DVD. Seria receio de apostar em novas fórmulas e novos personagens? De qualquer maneira, Peter Pan – De Volta à Terra do Nunca é um desenho de formatação clássica, sem grandes novidades em relação às dezenas de produtos do gênero que as crianças já se acostumaram ver na televisão. Não chega a ser genial, mas é, no mínimo, uma digna homenagem aos 50 anos do lançamento de Peter Pan nos cinemas, a serem comemorados no ano que vem.

    26 de março de 2002
    ____________________________________________
    Celso Sabadin é jornalista e crítico de cinema da Rádio CBN. Às sextas-feiras, é colunista do Cineclick. [email protected]

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus