Promessas de um novo mundo

PROMESSAS DE UM NOVO MUNDO

(Promises)

2001 , 106 MIN.

anos

Gênero: Documentário

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • B. Z. Goldberg, Justine Arlin

    Equipe técnica

    Roteiro: B. Z. Goldberg, Justine Arlin

    Produção: B. Z. Goldberg, Justine Arlin

    Fotografia: Ilan Buchbinder

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Em 1997, o repórter B.Z. Goldberg retornou a Jerusalém, cidade onde foi criado, com o projeto de entrevistar crianças para um documentário. Ao lado de dois co-diretores – Justine Shapiro e Carlos Bolado –, Goldberg centralizou suas entrevistas em sete crianças de diferentes origens: os judeus Moishe, Shlomo, Yarko e Daniel, e os palestinos Mahmoud, Sanabel e Faraj. Entrevistadas separadamente, as crianças falam sobre os horrores da guerra, sobre parentes e amigos mortos, e não raramente destilam ódio contra as facções contrárias. Até o momento em que Goldberg propõe que elas se encontrem. Algumas não aceitam a idéia, mas outras encaram o desafio.

    O encontro destes meninos e meninas que nutrem diferenças tão irreconciliáveis é um dos mais belos momentos do cinema, nos últimos anos. Em minutos, o ódio milenar abre espaço para a conversa sincera e, rapidamente, todos estão juntos, brincando e jogando futebol. Chegam até a comentar que o Brasil é a equipe favorita deles para a Copa do Mundo. Em 2001, o cineasta voltou ao lugar, para verificar como estavam, agora, aquelas crianças que ele havia conhecido cinco anos antes.

    Promessas de um Novo Mundo é um tapa na cara da intolerância. Uma lição de vida dada por um punhado de crianças que consegue provar que a paz é, sim, possível. Desde que haja um mínimo de boa vontade. O filme foi aclamado em vários festivais internacionais, tendo sido premiado em Locarno, Rotterdan, São Francisco, São Paulo, Valladolid e Vancouver.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus