QUASE FAMOSOS

QUASE FAMOSOS

(Almost Famous)

2000 , 122 MIN.

12 anos

Gênero: Drama

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Cameron Crowe

    Equipe técnica

    Roteiro: Cameron Crowe

    Produção: Cameron Crowe, Ian Bryce

    Fotografia: John Toll

    Trilha Sonora: Nancy Wilson

    Estúdio: Columbia Pictures, DreamWorks SKG, Vinyl Films

    Distribuidora: UIP

    Elenco

    Anna Paquin, Billy Crudup, Fairuza Balk, Frances McDormand, Jason Lee, Kate Hudson, Noah Taylor, Patrick Fugit, Philip Seymour Hoffman

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Quem tem mais de 35 anos não pode perder. Quase Famosos monta um divertido painel musical do mundo do rock dos anos 70, época do "Paz e Amor", da descoberta do amor livre, da revolução de costumes e das bandas que hoje são consideradas "dinossauros".

    O filme é uma espécie de biografia romanceada do seu próprio diretor, Cameron Crowe, o mesmo de Jerry Maguire - A Grande Virada. Entrelaçando fatos reais com ficcionais, a história fala de William, um garoto de 15 anos que, meio que por acaso, acaba se tornando repórter especial da badalada revista Rolling Stone. Sua primeira missão é acompanhar a turnê de uma banda rock (a fictícia Stillwater), através dos Estados Unidos. É viajando pelo país que o jovem William vai aprender tudo sobre sexo, drogas e rock'n'roll. Não necessariamente nesta ordem.

    Provavelmente o ponto de Quase Famosos que mais tem agradado as platéias no mundo inteiro seja o seu frescor nostálgico. O diretor foi muito competente na recriação do universo hippie de 30 anos atrás e é praticamente impossível que qualquer um que tenha vivido um pouco daquela época não pare para refletir (e para se emocionar) ao ver o filme. Quais os caminhos que foram abertos por aquela geração rebelde? Teria valido a pena? O que restou daquilo tudo? Ainda somos os mesmos e vivemos como nossos pais? Enquanto o espectador quarentão (ou quase isso) se perde em devaneios por entre calças bocas de sino, medalhões pendurados no pescoço e grandes cabeleiras em desalinho, um retrato fiel daquele período vai sendo descortinado na tela grande.

    Se um marciano chegasse na Terra e quisesse compreender o que representaram os chamados "seventies" para a humanidade, bastaria que ele assistisse a Quase Famosos, Boggie Nights e Studio 54. E, se tivesse tempo, todo o seriado Anos Incríveis.

    O elenco não tem grandes nomes conhecidos, mas revela o talento de dois jovens que prometem ter futuro no cinema: o estreante Patrick Fugir, que faz o papel principal, e a expressiva garota Kate Hudson. Filha da atriz Goldie Hawn, Katie recebeu até uma indicação ao Oscar de coadjuvante por este seu trabalho.

    Veja Quase Famosos com ouvidos bem abertos, já que a trilha sonora traz Led Zepelin, Rod Stewart, Beach Boys e The Who, entre outros grandes nomes do rock "jurássico".

    20 de março de 2001
    ___________________________________________
    Celso Sabadin é jornalista especializado em cinema desde 1980. Atualmente é crítico de cinema da Rede Bandeirantes de Rádio e Televisão e do Canal 21. Às sextas-feiras é colunista do Cineclick. [email protected]

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus