QUATRO AMIGAS E UM CASAMENTO

QUATRO AMIGAS E UM CASAMENTO

(Bachelorette)

2012 , 87 MIN.

12 anos

Gênero: Comédia

Estréia: 07/12/2012

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Lesley Headland

    Equipe técnica

    Roteiro: Leslye Headland

    Produção: Adam McKay, Brice Dal Farra, Claude Dal Farra, Jessica Elbaum, Lauren Munsch, Will Ferrell

    Fotografia: Doug Emmett

    Estúdio: BCDF Pictures, Gary Sanchez Productions

    Distribuidora: Imagem Filmes

    Elenco

    Adam Scott, Andrew Rannells, Angelo Bonsignore, Arden Myrin, Beth Hoyt, Bill Walters, Chris Cardona, Chris Katrandjian, Edward M. Kelahan, Ella Rae Peck, Gil O'Brien, Hayes MacArthur, Isla Fisher, James Marsden, Jenn Schatz, Jonathan Florez, Joseph Basile, Kevin Cannon, Kirsten Dunst, Kyle Bornheimer, Leslie Meisel, Leslye Headland, Linda Kutrubes, Lizzy Caplan, Meg Phillips, Megan Neuringer, Melissa Stephens, Nicole Signore, Paul Corning, Philip James Katrandjian, Rebel Wilson, Rosemary Howard, Samantha Safdie, Scott Danni, Shauna Miles, Stephen Powers, Stosh Zona, William Todd Levinson

  • Crítica

    07/12/2012 02h04

    Partindo do princípio básico de que comédia deve fazer você rir, Quatro Amigas e um Casamento é um completo desastre. Não existe boa vontade suficiente no mundo para relevar os inúmeros problemas da produção, que extrapola todos os limites do mau gosto.

    Em sua estreia na direção Leslye Headland, que também assina o roteiro, criou uma cópia frustrada de Missão Madrinha de Casamento. Esta afirmação é de assustar, já que a obra inspiradora é repleta de clichês e piadas sem graça, mas a cineasta conseguiu ir além e construir um resultado final ainda pior.

    A trama não tem um pingo de sentido. Os 90 minutos de duração não passam e você tem a impressão de estar preso há horas na sala de cinema. Apesar de flertar com o besteirol em muitos momentos, Leslye insistiu em dar um tom sério à história que simplesmente não funciona.

    O enredo, isso se considerarmos que existe um, fala sobre três amigas que não aceitam o fato de uma quarta, gordinha - ou seja, fora do perfil de beleza tradicional - ser a primeira a se casar do grupo. Após uma noitada na véspera da cerimônia, elas acabam rasgando o vestido da noiva e têm apenas uma madrugada para consertar a situação. Nesta busca desenfreada para resolver o problema é que surgem os maiores absurdos do longa.

    As tentativas de explicar como as protagonistas entram nas mais diversas situações constrangedoras são péssimas. Tudo é justificado de uma única maneira: drogas. Em uma patética tentativa de ser politicamente incorreta, a diretora transformou garotas de 30 e poucos anos em adolescentes imaturas em busca de diversão. Todas elas se comportam como se estivessem no colégio, porém com vocabulário digno de uma pornochanchada brasileira, algo como se a Regina Casé, de Sete Gatinhos, se transvestisse de Patricinha de Beverly Hills.

    A única coisa que salva o título da total mediocridade é a atuação de Kirsten Dunst. É impossível não simpatizar com a atriz, que destoa totalmente do resto da produção. Só fica difícil entender o que fez ela topar o papel, já que é necessário muito dinheiro para aceitar fazer parte desta “vergonha alheia”.

    Os valores das filmagens não foram divulgados, mas se depender da bilheteria americana, o fracasso também bateu no bolso do estúdio. O longa faturou apenas US$ 440 mil por lá, número que o deixa fora do Top 250 do ano. Desta maneira, Quatro Amigas e um Casamento é forte candidato a um dos piores filmes de 2012, tanto em qualidade, quanto em arrecadação.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus