QUATRO AMIGAS E UM JEANS VIAJANTE

QUATRO AMIGAS E UM JEANS VIAJANTE

(The Sisterhood Of The Traveling Pants)

2005 , 119 MIN.

Gênero: Comédia Dramática

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Ken Kwapis

    Equipe técnica

    Roteiro: Delia Ephron, Elizabeth Chandler

    Produção: Andrew A. Kosove, Broderick Johnson, Debra Martin Chase, Denise Di Novi

    Fotografia: John Bailey

    Trilha Sonora: Cliff Eidelman

    Estúdio: Alcon Entertainment, Warner Bros

    Elenco

    Alexis Bledel, Amber Tamblyn, America Ferrera, Blake Lively, Bradley Whitford, Jenna Boyd, Nancy Travis, Rachel Ticotin

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Se você estivesse olhando o guia de programação dos cinemas à procura de um filme para assistir, você pensaria em ir à sessão de um chamado Quatro Amigas e um Jeans Viajante? Confesso que eu passaria direto. Felizmente, o título bobinho não corresponde à qualidade da produção, que traça um honesto e sensível painel de alguns dramas vividos por adolescentes nos dias atuais, cujos problemas estão relacionados não somente a garotos, mas à auto-estima, família e outros valores em pauta nesse universo tão pitoresco: o das meninas adolescentes.

    Baseado no livro homônimo da escritora Anne Brashares, Quatro Amigas e um Jeans Viajante mostra um verão na vida de quatro amigas. Inseparáveis desde a infância, Tibby (Amber Tamblyn, do seriado Joan Of Arcadia), Lena (Alexis Bledel, do seriado Gilmore Girls), Carmen (America Ferrera) e Bridget (Blake Lively) preparam-se para passar as primeiras férias de verão separadas. Lena vai visitar sua família na Grécia; Carmen viaja para a Carolina do Norte a fim de visitar seu pai; Bridget passa algumas semanas numa colônia de férias especializada em futebol feminino no México. Tibby é a única que permanece em Maryland, trabalhando em um supermercado e produzindo um documentário. Cada uma das garotas tem temperamentos e tipos físicos completamente diferentes. Relacionada a essa diferença, acontece a "magia" que as une durante o verão. Quando elas encontram uma calça jeans que veste a todas muito bem, o grupo resolve fazer um pacto: a peça de roupa ficará uma semana com cada uma das garotas. Acompanhando as idas e vindas da calça, Quatro Amigas e um Jeans Viajante mostra o que acontece com cada uma das meninas nas férias transformadoras.

    Nessas viagens, as garotas descobrem alguns valores, como o do primeiro amor, a falta que uma mãe faz na formação de uma garota, a amizade e da família. O elenco principal, formado por jovens e talentosas atrizes, ajuda a valorizar a produção. O argumento, simples e banal, é desenvolvido de uma forma sensível, fazendo com que Quatro Amigas e um Jeans Viajante seja emocionante na medida certa, passando longe sentimentalismo barato na maioria das vezes. Sem subestimar seu público alvo, a produção, dirigida por Ken Kwapis, funciona como um inteligente retrato das aflições femininas durante seu período mais confuso. O verão marca, para as protagonistas, uma época de transformações radicais e o filme consegue passar ao espectador com honestidade esses sentimentos conflituosos. A calça jeans - que, misteriosamente, serve a todas - é uma metáfora para a autoconfiança compartilhada por todas. Ao vestir a peça, essas amigas sentem o apoio umas das outras e conseguem superar alguns obstáculos decisivos em suas formações.

    Quatro Amigas e um Jeans Viajante não é um filme destinado somente às garotas. Por tratar dessas questões presentes no cotidiano e na formação de qualquer um de forma tão sincera, é difícil não se identificar com os questionamentos e situações pelas quais passam as protagonistas. As personagens são tão diferentes entre si e tão bem-contruídas que essa identificação acontece naturalmente, envolvendo o espectador, independente da idade ou do sexo. Vale a pena dar uma chance à produção, por mais que o título seja bobinho demais. Afinal, teoricamente, despir-se de preconceitos é a regra número um ao entrar numa sala de cinema.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus