RAÍZES DO BRASIL - UMA CINEBIOGRAFIA DE SÉRGIO BUARQUE DE HOLANDA

RAÍZES DO BRASIL - UMA CINEBIOGRAFIA DE SÉRGIO BUARQUE DE HOLANDA

(Raízes do Brasil - Uma Cinebiografia de Sérgio Buarque de Holanda)

2003 , 148 MIN.

12 anos

Gênero: Documentário

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Nelson Pereira dos Santos

    Equipe técnica

    Roteiro: Miúcha Buarque, Nelson Pereira dos Santos

    Produção: Marcia Pereira dos Santos

    Fotografia: Reynaldo Zangrandi

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Talvez muita gente só conheça Sérgio Buarque de Hollanda como "o pai do Chico". Se este for seu caso, não perca o documentário Raízes do Brasil, que estréia este final de semana em São Paulo e Rio de Janeiro. Entre outras coisas, você vai ficar sabendo que Sérgio Buarque de Hollanda foi um dos maiores pensadores e intelectuais do Brasil, jornalista, historiador, escritor, poliglota, diretor do Museu do Ipiranga, vice-presidente do Museu de Arte Moderna, membro fundador do PT, pai do Chico, da Miúcha e de outros cinco.

    Com direção de Nelson Pereira dos Santos, uma das últimas lendas vivas do cinema brasileiro, Raízes do Brasil é dividido em duas partes. A primeira, passional, retrata o homem Sérgio por meio dos depoimentos de seus filhos, esposa, netos e amigos. É um delicioso álbum familiar filmado que inclui até um bem-humorado depoimento de Carlinhos Brown, genro de Sérgio, que confessa que achava que o pai de sua esposa era "Aurélio, aquele do dicionário".

    A segunda parte, mais informativa, passa a limpo a vasta carreira profissional do intelectual, com o apoio de um riquíssimo material de arquivo. Dirigido dentro de uma estética clássica e convencional, Raízes do Brasil abre espaço para momentos emocionantes de recordações familiares, para cenas importantes de momentos chaves da nossa história e até para brincadeiras musicais da trilha sonora que pontua passagens decisivas com antigas marchas e sambinhas bem-humorados.

    É um trabalho de fôlego. Afinal, fica até difícil de acreditar que tudo o que o documentário mostra - fora o que ele não mostra - tenha sido obra de uma única pessoa, durante uma única vida. Com este filme, Nelson Pereira presta uma contribuição marcante para a nossa combalida memória nacional, sempre carente de boas pesquisas e bons documentários como este bem-vindo Raízes do Brasil.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus