REFÉM

REFÉM

(Hostage)

2005 , 102 MIN.

14 anos

Gênero: Ação

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Florent-Emilio Siri

    Equipe técnica

    Roteiro: Doug Richardson

    Produção: Arnold Rifkin, Bob Yari, Mark Gordon

    Fotografia: Giovanni Fiore Coltellacci

    Trilha Sonora: Alexandre Desplat

    Elenco

    Ben Foster, Bruce Willis, Jimmy "Jax" Pinchak, Jimmy Bennett, Jonathan Tucker, Kevin Pollak, Marshall Allman, Michelle Horn

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Assim que Refém - primeiro filme de produção americana do diretor francês Florent Emilio Siri (Ninho de Abelhas) - entrou em cartaz nos EUA, logo surgiram comparações deste thriller de ação com Duro de Matar (1988). Mas não há muitos motivos para isso por dois motivos: primeiro por que, nem de longe, esta produção tem a mesma carga de adrenalina que a clássica série policial. Além disso, o personagem de Bruce Willis em Refém é bem diferente do John McClane, protagonista do filme que deixou Willis famoso. Refém não é um Duro de Matar nem mesmo nas bilheterias norte-americanas: arrecadou somente US$ 34 milhões, sendo que a produção custou, aproximadamente, US$ 52.

    Aqui, Willis é Jeff Talley, um policial que costumava ser o melhor negociador de reféns de Los Angeles, mas, ao encarar o final trágico de uma missão, torna-se um homem diferente e deprimido. Ele deixa a cidade e muda-se para a pequena Ventura com a esposa Jane (Serena Scott Thomas) e a filha Amanda (Rumer Willis, filha verdadeira de Bruce), onde trabalha como chefe de polícia.

    Numa atípica manhã de segunda-feira, três adolescentes, os irmãos Dennis (Jonathan Tucker) e Kevin (Marshall Allman) e o "esquisitão" Mars (Ben Foster, do seriado Six Feet Under) vão à casa de uma família rica com a intenção de roubar o carro, porém perdem o controle da situação e, transtornados, seqüestram todos os presentes na mansão: o contador viúvo e enigmático Walter (Kevin Pollak) e seus dois filhos, a "rebelde-sem-causa" Jennifer (Michelle Horn) e o inteligente garoto Tommy (Jimmy Bennett).

    Como responsável pelo departamento, cabe a Talley negociar a rendição dos delinqüentes, algo que ele não gostaria de reviver novamente. Mesmo assim, ele controla a situação até a chegada do xerife local. Mas um fato aterroriza ainda mais o seu dia: há uma informação importante dentro de um DVD na casa, endereçada a criminosos misteriosos, que farão o que for preciso para resgata-lo, como seqüestrar a família do nosso herói e ameaçá-la de morte para que Talley retome o caso e consiga o que esses outros bandidos querem.

    Refém tenta ser um thriller de ação à moda antiga, com suas reviravoltas mirabolantes, mas não tem grandes surpresas. O elenco, bem selecionado e com seguras atuações, é um dos únicos destaques de Refém, além dos bons recursos visuais e abertura parecida com filmes noir. O longa é exageradamente violento em alguns momentos e possui um desastroso e patético desfecho. É quando o roteiro de Doug Richardson toma um rumo medíocre e comercial, subestimando quem esperava uma produção de qualidade.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus