RENAISSANCE

RENAISSANCE

(Renaissance)

2006 , 105 MIN.

12 anos

Gênero: Animação

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Christian Volckman

    Equipe técnica

    Roteiro: Alexandre de la Patellière, Jean-Bernard Pouy, Mathieu Delaporte, Patrick Raynal

    Produção: Alexis Vonarb, Aton Soumacheoumache

    Trilha Sonora: Nicholas Dodd

    Estúdio: France 2 Cinéma

    Elenco

    Catherine McCormack, de Daniel Craig, Gabriel Le Doze, Ian Holm, Jonathan Pryce, Laura Blanc, na versão original, Patrick Floersheim, Romola Garai, Virginie Mery

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Dialogando com filmes como Sin City - A Cidade do Pecado e Blade Runner - Caçador de Andróides - este último, principalmente na idealização do ambiente futurista -, Renaissance é uma animação voltada ao público adulto com fortes influências do cinema noir.

    A história se passa em Paris no ano de 2054. A capital francesa é um verdadeiro labirinto e a principal corporação que domina o lugar, a Avalon, bombardeia seus cidadãos com idéias sobre a juventude eterna. É nesse ambiente que a cientista Ilona Tasuiev (voz de Romola Garai na versão em inglês) é seqüestrada. O detetive Karas (dublado por Daniel Craig na versão em inglês) é incumbido de encontrá-la. Em sua busca, toma contato com os mais escondidos segredos da Avalon, empresa onde Ilona costumava trabalhar.

    A direção da animação é fluída e sabe trabalhar muito bem os contrastes entre luz e sombra que a compõem. Renaissance é uma animação adulta e suas soluções estéticas são muito bem-sucedidas, mas parece que o cineasta prestou muita atenção nisso e esqueceu do roteiro: a história é superficial demais, ganhando tons de clichês e caminhos que não saem do lugar-comum. O fato dela ser influenciada por tantas tramas futuristas, especialmente na ambientação, faz com que não exista muita novidade nesse sentido. Renaissance não é uma animação única, portanto, mas tem seus aspectos interessantes.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus