RETRATOS DE UMA OBSESSÃO

RETRATOS DE UMA OBSESSÃO

(One Hour Photo)

2002 , 98 MIN.

14 anos

Gênero: Drama

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Mark Romanek

    Equipe técnica

    Roteiro: Mark Romanek

    Produção: Christine Vachon, Pamela Koffler, Stan Wlodkowski

    Fotografia: Jeff Cronenweth

    Trilha Sonora: Johnny Klimek, Reinhold Heil

    Elenco

    Andrew A. Rolfes, Carmen Mormino, Connie Nielsen, Eriq La Salle, Gary Cole, Megan Corletto Erin Daniels, Michael Vartan, Nick Searcy, Noah Forrest, Robert Clotworthy, Robin Williams

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Quando se fala que um longa-metragem foi dirigido por um especialista em videoclipes, a primeira idéia que nos vem à cabeça é a de uma montagem alucinante, um ritmo frenético e de uma linguagem eminentemente "estilo MTV". Pois esqueça disso tudo. O suspense Retratos de uma Obsessão, escrito e dirigido por Mark Romanek (um premiado diretor de vídeos musicais, que já fez trabalhos com Madonna, Lenny Kravitz, Macy Gray e Michael Jackson, entre outros) não tem nada de televisivo. Pelo contrário: é um belo exercício cinematográfico.

    A trama mostra Seymour "Sy" Parrish (Robin Williams, longe de seu papel tradicional de sujeito simpático e bonzinho), um solitário balconista responsável por um laboratório de revelação de fotos. Para ele, revelar fotografias não é um trabalho qualquer: é como se ele mesmo estivesse zelando pela própria família que lhe entregou o filme a ser processado. Porém, o que a princípio parece ser apenas um excesso de cuidado, aos poucos vai se tornando - como diz o título em português - uma perigosa obsessão. Mais não deve ser dito, para não estragar o clima do filme.

    De estilo calmo e introspectivo, Retratos de uma Obsessão é envolvente e criativo. O diretor Romanek não esconde que bebe na fonte de Kubrick. Em pelos menos duas cenas, as referências são claras: o pesadelo que Sy tem com seus olhos jorrando sangue nos remete a uma mistura de Laranja Mecânica com O Iluminado (principalmente no famoso ícone do elevador sangrento). E quando o personagem invade uma palestra sobre oftalmologia, novamente se vêem claramente os olhos esbugalhados que fazem lembrar de Laranja Mecânica.

    Apoiado por uma boa trilha sonora de Reinhold Heil e Johnny Klimek (a mesma dupla que musicou Corra, Lola, Corra), Retratos de uma Obsessão é uma produção barata (custou US$ 7 milhões) e bastante eficiente.

    O elenco também traz a marcante presença de Connie Nielsen, de Gladiador e Missão: Marte.

    5 de setembro de 2002
    ____________________________________________
    Celso Sabadin é jornalista e crítico de cinema da Rádio CBN. Às sextas-feiras, é colunista do Cineclick. [email protected]

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus