RITMO DE UM SONHO

RITMO DE UM SONHO

(Hustle and Flow)

2005 , 116 MIN.

Gênero: Musical

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Craig Brewer

    Equipe técnica

    Roteiro: Craig Brewer

    Produção: John Singleton, Stephanie Allain

    Fotografia: Scott Bomar

    Trilha Sonora: Amy Vincent

    Estúdio: New Deal Productions

    Elenco

    Anthony Anderson, DJ Qualls, Elise Neal, Isaac Hayes, Ludacris, Paula Jai Parker, Taraji P. Henson, Taryn Manning, Terrence Howard

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Cafetão norte-americano tem sonho de virar um astro do rap. Um clichê? Certamente. Ritmo de um Sonho é desenvolvido em cima de vários outros lugares-comuns. Apesar disso, a produção tem uma alma e é ela que o salva do mais completo fracasso. A alma, no caso, está na interpretação Terrence Howard, que lhe rendeu uma indicação ao Oscar. Sua carreira começou em 1989 em séries de TV e somente agora ele consegue certo reconhecimento - especialmente após este filme e Crash - No Limite, ambos de 2005.

    Howard vive o protagonista DJay, um homem que consegue ser duro quando precisa. Afinal, a vida de um cafetão - e traficante nas horas vagas - não é fácil: apesar dele estar somente na negociação do sexo de suas prostitutas, o cara tem de ser durão. O que DJay consegue sempre que pode. Ao mesmo tempo, ele ainda guarda aquele brilho no olhar cheio de esperanças quando fala de seu sonho: ser rapper. Com a ajuda de um antigo amigo do colégio, Key (Anthony Anderson), DJay grava uma fita demo (coisa bastante fora de moda hoje em dia com a popularização dos gravadores de CDs) para entregar ao popular rapper Skinny Black (Ludacris), que deve voltar à cidade natal no feriado de Independência dos EUA. A música gravada é It's Hard Out Here for a Pimp, gravada pelo Three 6 Mafia e ganhadora do Oscar de Melhor Canção.

    Aqui, não importa muito se ele consegue a fama ou não. O que importa é observar como DJay se relaciona com as pessoas que vivem ao seu redor na cidade de Memphis (Tennessee). O respeito é algo que sempre prevalece, seja em relação às prostitutas, aos vizinhos com quem tem encrencas ou aos clientes. É algo que Howard mostra muito bem em sua interpretação. Uma curiosidade é que o ator conversou com mais de 300 cafetões para compor este personagem, além de ter vivido alguns meses na cidade antes das filmagens começarem.

    Dessa forma, ele incorpora muito bem o personagem e é, realmente, o grande destaque do filme. O desenvolvimento do enredo é previsível, reservando um ou outro lampejo de criatividade. A construção dos personagens também não é das mais criativas, fazendo com que Ritmo de um Sonho não signifique muitas novidades. O que realmente marca a produção é a performance de Howard, ajudando a provar que ele é um dos atores mais "quentes" de 2006 - por mais cafona que esse rótulo possa parecer.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus