ROCHA QUE VOA

ROCHA QUE VOA

(Rocha Que Voa)

2002 , 94 MIN.

Gênero: Documentário

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Eryk Rocha

    Equipe técnica

    Roteiro: Bruno Vasconcelos, Eryk Rocha

    Produção: Eryk Rocha

    Fotografia: Miguel Vasilskis

    Trilha Sonora: Paisaje Sonora Bro

    Estúdio: Grupo Novo de Cinema e TV

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Quando parecia que tudo sobre Glauber Rocha já havia sido falado, escrito, contado, recontado e filmado, chega ao nosso circuito mais um trabalho sobre o famoso cineasta: trata-se do documentário Rocha que Voa, dirigido por Eryk Aruac Gaitan Rocha, filho de Glauber.

    O filme aborda um dos períodos menos conhecidos da vida do cineasta: o exílio em Cuba, de 1971 a 1972, anos de chumbo da ditadura militar brasileira. Na mesma época, existe um momento de grande euforia e discussão em torno do papel das artes na revolução social e na política dos países latino-americanos. É neste momento que Glauber incita os cubanos à liderança de um amplo movimento cultural e político, traçando os objetivos e estratégias de ação através de seu discurso extremamente peculiar.

    Com imagens raras e praticamente inéditas, Rocha que Voa tem a intenção de resgatar o diálogo entre dois grandes e significativos movimentos cinematográficos latino-americanos dos anos 60: o Cinema Novo brasileiro e o Cine Revolucionário cubano.

    Rocha que Voa – que marca a estréia de Eryk na direção de longas - ganhou o prêmio de Melhor Filme no Sétimo Festival Internacional de Documentários - É Tudo Verdade e no Cinesul - Festival Internacional de Cinema Latino-Americano. Ele ainda participou de vários festivais internacionais (inclusive o de Veneza) e foi exibido em Montreal numa sessão de gala, onde se anunciou a criação do Prêmio Glauber Rocha, no valor de 25 mil dólares canadenses, que a partir deste ano será atribuído ao melhor filme latino-americano exibido naquele Festival.

    Sem dúvida, é uma obra apenas para iniciados, mas estudantes, pesquisadores e amantes do cinema brasileiro devem conferir.

    19 de setembro de 2002
    ____________________________________________
    Celso Sabadin é jornalista e crítico de cinema da Rádio CBN. Às sextas-feiras, é colunista do Cineclick. [email protected]

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus