Snowden

SNOWDEN - HERÓI OU TRAIDOR

(Snowden)

2016 , 134 MIN.

Gênero: Drama

Estréia: 10/11/2016

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Oliver Stone

    Equipe técnica

    Roteiro: Anatoly Kucherena, Kieran Fitzgerald, Luke Harding, Oliver Stone

    Produção: Eric Kopeloff, Fernando Sulichin, Moritz Borman, Philip Schulz-Deyle

    Fotografia: Anthony Dod Mantle

    Trilha Sonora: Adam Peters, Craig Armstrong

    Estúdio: Endgame Entertainment, KrautPack Entertainment, Vendian Entertainment

    Montador: Alex Marquez

    Distribuidora: Walt Disney Pictures

    Elenco

    Joseph Gordon-Levitt, Melissa Leo, Nicolas Cage, Scott Eastwood, Shailene Woodley, Zachary Quinto

  • Crítica

    08/11/2016 16h57

    Por Daniel Reininger

    Snowden- Herói ou traidor poderia ser um drama de espionagem, mas Oliver Stone e o roteirista Kieran Fitzgerald optaram por um criar um drama biográfico simples e despretensioso. Mesmo assim, o bom filme tem força para provocar discussão sobre a excessiva vigilância norte-americana e o difícil balanço entre liberdade e segurança.

    O longa funciona também pelo desempenho extraordinário de Joseph Gordon-levitt, sempre bem ao representar Edward Snowden, analista que expôs as práticas ilegais de vigilância da NSA. O ator está muito convincente e consegue se manter consistente e realista mesmo como o centro da trama por praticamente todo o filme.

    A direção de Stone também não decepciona. A trama acompanha a história de Edward Snowden de maneira agradável por dez anos e, mesmo assim, as consequências de seu trabalho chegam ao espectador com o peso necessário para alertar sobre os absurdos cometidos pelo governo dos EUA. Faz isso sem transformar o filme em algo maçante.

    Stone ainda faz uso cuidadoso de luz e cores para demarcar as fases da vida de Snowden. As sequências de tecnologia de espionagem são clean e levemente sufocantes, os momentos de romance são claros e as cenas mais pessoais possuem cores suaves e ambientes mais escuros, proporcionando um interessante elemento visual.

    Entretanto, o diretor exagera nas narrações para deixar tudo bem explicado, o que causa uma superexposição de todos os elementos do longa. Tudo é detalhado ao extremo, muitas vezes cortes rápidos de cenas do mundo real são usadas como num documentário, a fim de garantir que o espectador entenda absolutamente tudo que está acontecendo na tela. Além disso, o otimismo demasiado passado pela obra causa certa estranheza, afinal, nada indica, realmente, que o futuro será melhor.

    São detalhes importantes, mas que não estragam a experiência como um todo. Ainda mais com atuações como a de Rhys Ifans (Um Lugar Chamado Notting Hill) como manipulador e sinistro espião Corbin O'Brian, uma representação capaz de unir os piores clichês sobre agentes de inteligência. Uma cena em particular na qual Corbin aparece como metáfora ao Big Brother é muito boa. Além dele, Shailene Woodley (Divergente), que vive a companheira de Snowden, também tem bom espaço e consegue garantir alguns bons diálogos com Gordon-Lewitt.

    No geral, a produção faz um bom trabalho ao mostrar a vida do analista responsável por uma das maiores crises dos Estados Unidos. Snowden é construído como um herói moderno e é impossível não torcer para ele do começo ao fim. Mesmo com o risco de Stone ter exagerado no tom heroico, nós acreditamos que essa é uma pessoa real que abriu mão de sua vida para avisar a todos o que realmente acontecia por trás das portas da CIA e da NSA.

    O longa poderia aprofundar em algumas questões políticas para ganhar em termos narrativos e de relevância social, mas Oliver Stone preferiu criar uma história agradável e leve para contar esse caso extraordinário para milhões de pessoas ao redor do mundo. E só a oportunidade de conhecer melhor esse caso por meio de um filme bem produzido já vale o ingresso, mesmo que a obra não esteja à altura de outras do cineasta.

  • SQL Error: Array ( [0] => 42000 [1] => 1064 [2] => You have an error in your SQL syntax; check the manual that corresponds to your MySQL server version for the right syntax to use near 'ORDER BY t.publicado_em' at line 17 )
    SQL STM: SELECT t.id, t.slug, t.titulo, t.descricao, t.publicado_em, t.id_thumb, t.url, thumb.imagem AS imagem_thumb, thumb.id_tamanho AS id_imagem_thumb, t.publicado_em FROM cin_web_cinemateca cin INNER JOIN cin_web_cinemateca_trailers_rel rel ON rel.id_cin = cin.id_cin INNER JOIN cin_web_trailers t ON t.id = rel.id_trailer LEFT JOIN cin_web_imagem_tamanhos thumb ON t.id_thumb = thumb.id_imagem_tamanho WHERE cin.id_cin = ORDER BY t.publicado_em


Deixe seu comentário
comments powered by Disqus