Pôster de Sobrenatural - Capítulo 2

SOBRENATURAL: CAPÍTULO 2

(Insidious 2)

2013 , 106 MIN.

14 anos

Gênero: Terror

Estréia: 22/11/2013

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • James Wan

    Equipe técnica

    Roteiro: Leigh Whannell

    Produção: Jason Blum, Oren Peli

    Fotografia: John R. Leonetti

    Trilha Sonora: Joseph Bishara

    Estúdio: Blumhouse Productions, Entertainment One, FilmDistrict, IM Global, Room 101

    Montador: Kirk M. Morri

    Distribuidora: Sony Pictures

    Elenco

    Andrew Astor, Angus Sampson, Barbara Hershey, Danielle Bisutti, Garrett Ryan, Hank Harris, Jocelin Donahue, Leigh Whannell, Lin Shaye, Lindsay Seim, Patrick Wilson, Rose Byrne, Steve Coulter, Ty Simpkins, Tyler Griffin

  • Crítica

    20/11/2013 18h15

    O diretor malaio James Wan, um dos criadores e também diretor do primeiro Jogos Mortais, é uma apaixonado pelo gênero terror. O problema é que sua paixão é à moda antiga. Dificilmente traz algo de inovador em seus filmes, apesar de saber reciclar bem os elementos do gênero. Infelizmente, nem mesmo isso ele consegue em Sobrenatural 2.

    O filme, assim como seu longa anterior, Invocação do Mal, não se propõe a ser diferente, é apenas uma mistura de clichês que busca assustar o espectador fazendo uso das manjadas armadilhas do gênero, daqueles que ninguém mais cai: portas rangendo, música alta nos momentos cruciais, aparições relâmpago de fantasmas e por aí vai.

    De cara começa com uma história pra lá de batida: uma família que se muda para uma bela casa e começa a ter problemas com assombrações. E todo o resto você já conhece. A sensação de eu-já-vi-isso-antes é permanente de ponta a ponta.

    Ao contrário do que ocorreu em Invocação do Mal, em que pelo menos Wan soube administrar bem temores primários como medo de escuro, ruídos desconhecidos e espíritos malignos, em Sobrenatural 2 ele trabalha mal o material reciclado e raramente consegue arrancar um susto, mesmo apelando para todas as técnicas de edição possíveis.

    A trama começa quase exatamente depois da história narrada no primeiro longa. Josh Lambert (Patrick Wilson) retorna do reino paralelo demoníaco depois de ter resgatado seu filho Dalton (Ty Simpkins). O episódio termina resultando na morte de uma médium e Josh leva sua esposa Renai (Rose Byrne) e seus três filhos para viver com sua mãe Lorraine (Barbara Hershey).

    Na casa de Lorraine eles não se veem livres das assombrações. A mãe de Josh começa a ver o espírito de uma mulher vagar pela casa e Renai desconfia (com a perspicácia de alguém com retardo mental) que há algo de errado com o marido. É desnecessário dizer o que vem adiante. Tudo é muito familiar e muito óbvio, o que faz de Sobrenatural: Capítulo 2 um filme denecessário e entediante a certa altura.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus