SOLOMON KANE - O CAÇADOR DE DEMÔNIOS

SOLOMON KANE - O CAÇADOR DE DEMÔNIOS

(Solomon Kane)

2009 , 104 MIN.

Gênero: Aventura

Estréia: 10/09/2010

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Michael J. Bassett

    Equipe técnica

    Roteiro: Michael J. Bassett

    Produção: Kevan Van Thompson, Paul Berrow, Samuel Hadida

    Fotografia: Dan Laustsen

    Trilha Sonora: Klaus Badelt

    Estúdio: Czech Anglo Productions, Davis-Films, Wandering Star Pictures

    Distribuidora: Paris Filmes

    Elenco

    Brian Caspe, Christian Dunckley Clark, GeoffBell, James Babson, James Purefoy, JasonFlemyng, JohnComer, Laura Baranik, Mackenzie Crook, Matthew Blood-Smyth, RachelHurd-Wood, RyanJames

  • Crítica

    01/09/2010 18h59

    Como localizar Solomon Kane – O Caçador de Demônios no tempo? A história se passa na Idade Média (final do Século 16); o personagem criado por Robert E. Howard surgiu em 1928 na Weird Tales; o filme chega aos cinemas em 2010. Porém, a produção parece ter saído do forno cinematográfico do final dos anos 80 e início dos 90.

    Quantas vezes já não vimos um herói maculado no passado que busca redenção e está disposto a pagar com a vida e ir até às últimas consequências para salvar quem for preciso? Quando a meia dúzia de diretores americanos foi derrotada em meados dos anos 70 e não conseguiu subverter Hollywood, a tecnologia tornou-se elemento preponderante e choveram filmes na linha “aventura fantástica” focada em um super-herói que derrota o Mal sem pestanejar.

    Se não fosse pela qualidade visual proporcionada pela tecnologia de hoje, Solomon Kane – O Caçador de Demônios seria facilmente confundido com a safra Rambo. Na trama, Solomon (James Purefoy, figura carimbada na TV) é um guerreiro implacável de alma condenada. Para limpar seu passado sanguinário, ele tem de usar sua força e coragem para salvar uma garota de alma pura e, assim, viver uma vida de paz.

    A ordem do caos, o herói que abdica de seus desejos para salvar alguém, a jornada que revela verdades encobertas, as pessoas queridas que morrem pelo caminho e despertam sua ira, a quase desistência, o vilão que é um poço de maldade, blá, blá, blá, lá vamos nós de novo para o mesmo tipo de história.

    Solomon Kane – O Caçador de Demônios é aquilo: você lê a sinopse e já sabe o final do filme, olha para a cara de James Purefoy e pressente o próximo diálogo, ouve a trilha incidental e advinha que um novo perigo está por vir. E ainda ganha de brinde algumas cenas idiotas recheadas de falas explicativas, especialmente para os espectadores que perderam um pedaço do filme na hora de comprar mais pipoca.

    Se o que te interessa no cinema é ver mais do mesmo (aventura com efeitos especiais decentes e história previsível), Solomon Kane – O Caçador de Demônios é um prato cheio, um digno Rambo na Idade Média. Senão...

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus