SONHANDO ACORDADO (2006)

SONHANDO ACORDADO (2006)

(Le Science des rêves/ The Science Of Sleep)

2006 , 105 MIN.

Gênero: Comédia Dramática

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Michel Gondry

    Equipe técnica

    Roteiro: Michel Gondry

    Produção: Georges Bermann

    Fotografia: Jean-Louis Bompoint

    Trilha Sonora: Jean-Michel Bernard

    Estúdio: Partizan Films

    Elenco

    Alain Chabat, Aurélia Petit, Charlotte Gainsbourg, Emma de Caunes, Gael García Bernal, Miou-Miou, Pierre Vaneck, Sacha Bourdo

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Michel Gondry é um dos cineastas mais criativos do cenário cinematográfico atual. Começando como diretor de videoclipes de artistas como Björk, Daft Punk e White Stripes, este diretor francês dirigiu seu primeiro longa-metragem em 2001. A Natureza Quase Humana pode não ser uma maravilha, mas marca o início de uma parceria que resultou, três anos depois, num dos melhores filmes já feitos. Gondry e o roteirista Charlie Kauffman trabalharam juntos em A Natureza Quase Humana e, em 2004, em Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças. Para quem viu este filme, protagonizado por Jim Carrey e Kate Winslet, as expectativas para Sonhando Acordadas eram altas. Bem altas. Mas, no terceiro longa de Gondry, faltou um Charlie Kauffman para que as mesmas fossem atingidas junto ao espectador. Ao mesmo tempo, o cineasta destila seu incontestável talento de criar cenas inesquecíveis, extremamente bem construídas e criadas com uma criatividade única dentro do cinema atual.

    Para isso, ele também conta com o talento do ator mexicano Gael García Bernal, que interpreta Stéphane Miroux. Filho de uma francesa com um mexicano, ele volta a Paris após um tempo morando com o pai no México. Bastante imaginativo, Stéphane se sente mais à vontade quando vive seus sonhos e as situações propostas por sua mente fértil. Aos poucos, conhecemos sua mente perturbada, porém extremamente lúdica, especialmente quando ele resolve usar sua imaginação, de inocência quase infantil, para conquistar sua nova vizinha, Stéphanie (Charlotte Gainsbourg), por quem se apaixona.

    A história de Stéphane acaba se perdendo em meio aos seus delírios. Por isso, em comparação a Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças, falta em Sonhando Acordado uma história tão forte e tocante quanto a de Clementine e Joel. No entanto, é neste filme que Gondry realmente solta sua imaginação com a mesma liberdade de filmagem utilizada em seus videoclipes anteriores, fazendo com que seu quarto longa-metragem seja uma prova do virtuosismo visual do diretor. Se Hollywood é uma indústria cinematográfica, Gondry é o mais puro defensor da fabricação artesã dessa arte.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus