SPOT - UM CÃO DA PESADA

SPOT - UM CÃO DA PESADA

(See Spot Run)

2001 , 94 MIN.

anos

Gênero: Comédia

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • John Whitesell

    Equipe técnica

    Roteiro: Christian Faber, George Gallo, Gregory Poirier

    Produção: Andrew Deane, Robert Simmonds, Tracy Trench

    Fotografia: John S. Bartley

    Trilha Sonora: John Debney

    Elenco

    Angus T. Jones, David Arquette, Leslie Bibb, Michael Clarke Duncan, Paul Sorvino

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Encerrando o mês de férias escolares, chega aos cinemas a comédia Spot, Um Cão da Pesada, mais um filme que tenta atingir o público infantil por meio da sempre simpática presença de um cão inteligente. Fórmula das mais antigas, prá Lassie nenhuma colocar defeito.

    A história mostra Gordon (David Arquette, de Pânico), um carteiro irresponsável que tem horror a cães. Para tentar conquistar sua vizinha Stephanie (Leslie Bibb, de Sociedade Secreta), Gordon aceita tomar conta do filho dela, o pequeno e reprimido James (Angus Jones), durante alguns minutos. Porém, um imprevisto faz com que a bela mamãe se ausente por um tempo muito maior que o combinado com o carteiro. Agora, além de tomar conta do garoto, Gordon também vai se envolver com um mal-encarado cachorrão da polícia e seu treinador Murdoch (Michael Clarke Duncan, de À Espera de Um Milagre).

    Não bastasse o roteiro enrolado, que demora muito a engrenar, Spot, Um Cão da Pesada ainda comete o mais comum dos erros das comédias norte-americanas recentes: o uso e abuso do humor de mau gosto. A falta de criatividade é total. Até o ponto de partida da trama – sujeito irresponsável que toma conta de um menino para impressionar uma garota – é o mesmo de O Paizão, com Adam Sandler. E com um agravante: sem carisma, Arquette consegue ser ainda pior que Sandler. O roteiro de George Gallo é todo desconexo e não consegue justificar a presença do cão policial e seu treinador grandalhão em meio à colcha de retalhos de situações sem graça, vividas pelo carteiro Gordon.

    E, para piorar tudo, o filme ainda traz cenas das mais desagradáveis, como o carteiro – literalmente - deitando e rolando sobre um monte de cocô de cachorro. A garotada merece isso?

    23 de julho de 2001
    ____________________________________________
    Celso Sabadin é jornalista e crítico de cinema da Rede Bandeirantes de Televisão, Canal 21, Band News e Rádio CBN. Às sextas-feiras, é colunista do Cineclick. [email protected]

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus