SUPER SIZE ME - A DIETA DO PALHAÇO

SUPER SIZE ME - A DIETA DO PALHAÇO

(Super Size Me)

2004 , 96 MIN.

Gênero: Documentário

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Morgan Spurlock

    Equipe técnica

    Roteiro: Morgan Spurlock

    Produção: Morgan Spurlock

    Trilha Sonora: Doug Ray, Michael Parrish, Steve Horowitz

    Estúdio: The Con

    Elenco

    Alexandra Jamieson, dr. Daryl Isaacs, dr. Stephen Siegel, dra. Lisa Ganjhu, Morgan Spurlock

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Tiros Em Columbine, de Michael Moore, significou uma verdadeira revolução no gênero dos documentários. O cineasta provou que esse tipo de produção pode ser muito mais divertido do que a maioria dos espectadores pode imaginar. Um documentário pode ser informativo e bater de frente com verdadeiros alicerces dentro de nossa sociedade. Seguindo essa escola de "documentários que contestam", temos Super Size Me - A Dieta do Palhaço. A proposta do filme é ousada: o diretor Morgan Spurlock resolveu ser cobaia de sua própria experiência. Vendo o crescimento econômico e social das redes de restaurantes fast food nos EUA, proporcional à obesidade dos norte-americanos, ele resolveu passar um mês alimentando-se, basicamente, dos alimentos vendidos na maior corporação de todas elas: o McDonald's. A empresa afirma que seus produtos são saudáveis, que os alimentos que produz são ricos nutricionalmente e provêem o necessário para se manter uma dieta rica. Mas será verdade mesmo? Se sim, por que, então, os americanos estão cada vez mais obesos e menos saudáveis?

    Antes de mais nada, Spurlock consultou médicos para mostrar aos espectadores que tinha uma ótima saúde. Por meio de exames e consultas médicas, isso fica provado frente às câmeras. Hora de começar a experiência suicída. Spurlock passou a comer somente no McDonalds, em todas as refeições do dia. Enquanto se empanturra, literalmente, em sua experiência, o diretor prova, por meio de estatísticas, imagens e entrevistas, que a saúde dos que se alimentam nessas redes de restaurantes tem tudo para ir ao ralo se depender dessa dieta. Ao longo do documentário, é isso mesmo que realmente vemos: depois de duas semanas, por exemplo, o diretor/ cobaia já se sente depimido por conta da alimentação, enquanto os médicos alertam sobre a decadência de seu corpo. No final do filme, o espectador conclui que Spurlock só pode ser louco por deixar sua saúde tão debilitada por conta da proposta de sua experiência.

    Super Size Me - A Dieta do Palhaço é morbidamente engraçado. Cheio de ironias, bem no estilo Michael Moore de se fazer cinema, o documentário choca ao alertar o caminho que nossa saúde pode tomar com o crescimento dessas redes de restaurantes. Ao mesmo tempo em que seus cofres são lotados de dinheiro, nosso sangue é bombardeado por gordura e outras substâncias que não são nada boas para seu funcionamento. Os nutricionistas alertam: se possível, nunca coma nada vendido nesses lugares. Os clientes dizem: não há nada melhor ao paladar do que um Big Mac. Já Super Size Me - A Dieta do Palhaço fala ao espectador: pense muito bem antes de se empanturrar com hambúrgueres e batatas fritas. Sua saúde agradece.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus