Cartaz de Toy Story 4

TOY STORY 4

(Toy Story 4)

2019 , 90 MIN.

Gênero: Animação

Estréia: 20/06/2019

página inicial do filme
  • Onde assistir

    Programação

  • Ficha técnica

    Direção

    • Josh Cooley

    Equipe técnica

    Roteiro: Andrew Stanton, John Lasseter, Lee Unkrich, Pete Docter, Stephany Folsom, Will McCormack

    Produção: Jonas Rivera

    Trilha Sonora: Randy Newman

    Estúdio: Pixar Animation Studios, Walt Disney Pictures

    Montador: Axel Geddes

    Distribuidora: Disney

    Elenco

    Annie Potts, Blake Clark, Bonnie Hunt, Bud Luckey, Estelle Harris, Jeff Garlin, Jeff Pidgeon, Joan Cusack, Jodi Benson, Kristen Schaal, Laurie Metcalf, Lori Alan, Patricia Arquette, Tim Allen, Tom Hanks

  • Crítica

    19/06/2019 14h52

    Por Thamires Viana

    Toy Story é uma franquia para lá de especial. Digo isso porque desde o lançamento do primeiro filme em 1995, a animação da Disney/Pixar conquistou um público que une crianças e adultos mesclando sua leveza com aprendizados importantes para agradar todas as idades. 

    Como se não bastasse seu humor único e personagens memoráveis, a aventura dos bonecos que ganham vida conseguiu acompanhar uma geração e fez de seu personagem central, o garotinho Andy, uma forma de identificação com aqueles que cresceram junto com ele. 

    Em seu quarto filme, que chega aos cinemas nesta quinta-feira (20), a história se afasta um pouco daquela que já conhecemos, mas ainda mantém o frescor de seu início. Lá em 2010, quando foi lançado Toy Story 3, vimos que Andy se tornou um adolescente pronto para a faculdade. Então, seus queridos amigos foram para uma nova casa fazer a alegria de uma nova criança, a pequena Bonnie

    Acompanhar a garotinha é quase uma viagem no tempo de volta para 1995, quando Andy ainda tinha aquela empolgação de criança que acaba de ganhar novos brinquedos, que chora quando eles somem, que enjoa de uns e se apega a outros... Ainda que a despedida dele e do grupo tenha sido dolorosa para o público, o quarto filme chega como uma forma de remediar aquela ferida que pareceu não cicatrizar nos fãs.

    Woody ainda está ao lado de seus companheiros: Sr. e Sra. Cabeça de Batata, Tiranossauro Rex, Porquinho, Slinky e Buzz Lightyear, mas sua aceitação pela nova realidade é o destaque dessa nova aventura. A trama está focada em contar o que aconteceu com o cowboy após a despedida de Andy. E esse é o ponto mais realista e dramático de Toy Story 4!

    Novos personagens são muito bem vindos, claro, e para quem se perguntava a utilidade de Forky, um garfinho perdido nos primeiros teasers, saiba que sua presença é o que traz uma carinha nova ao filme. Acostumado a ser descartável, o objeto ganha vida quando é decorado por Bonnie em uma atividade escolar. Dali em diante, a garota não se desgruda de seu novo brinquedo, mas ele não consegue se adaptar muito bem com sua "reciclagem". 

    O interessante é que apesar de fazer o uso da tecnologia na produção - que deixaram os personagens ainda mais cheios de detalhes e realismo - o roteiro do filme não se entrega à atualidade onde as crianças estão a um passo de um tablet ou da tela de um celular. Para manter a essência da história, Toy Story 4 preserva a "antiga infância", quando bonecos, carrinhos e bichinhos de pelúcia eram o maior sucesso!

    E por falar em pelúcias, já vá ao cinemas sabendo que dará ótimas gargalhadas com o Coelhinho e o Patinho. A dupla dinâmica que compõe o quadro de novos personagens embarca nas mais arriscadas missões e suas atitudes são de fazer qualquer um morrer de rir.   

    Outro ponto interessante no filme é a forma como ele desconstrói a personagem Betty, aquela doce boneca que se tornou interesse amoroso de Woody. Depois de ser deixada de lado por sua última criança, ela se tornou uma grande aventureira, mudou o visual e agora anda com uma turma de 'brinquedos perdidos' pelos parques de diversão da cidade. É ela quem comanda grande parte das aventuras e seu lado feminista mostra que a franquia soube se modernizar com eficácia. 

    Não há dúvidas sobre a necessidade de trazer para as telas um novo filme dos brinquedos falantes. Para quem cresceu assistindo a franquia, Toy Story 4 chega como um reencontro delicioso e nostálgico, além de mostrar a realidade nua e crua da vida adulta. Ainda assim, consegue divertir e encantar a nova geração com sua leveza e simplicidade. Talvez seja essa dualidade equilibrada que faça de Toy Story uma das melhores animações da história do estúdio.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus