TUDO POR DINHEIRO

TUDO POR DINHEIRO

(Two for the Money)

2005 , 122 MIN.

14 anos

Gênero: Drama

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • D. J. Caruso

    Equipe técnica

    Roteiro: Dan Gilroy

    Produção: James G. Robinson, Jay Cohen

    Fotografia: Conrad W. Hall

    Trilha Sonora: Christophe Beck

    Estúdio: Morgan Creek Productions, Universal Pictures

    Elenco

    Al Pacino, Charles Carroll, Dillon Conboy, Jaime King, Jonathan Bruce, Kevin Chapman, Luciana Carro, Matthew McConaughey, Rene Russo

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Hollywood muitas vezes abusa do direito de fazer e refazer sempre o mesmo filme. Outra prova recente disso é Tudo por Dinheiro, mistura de O Sucesso a Qualquer Preço com O Advogado do Diabo (inclusive com o mesmo Al Pacino), mais algumas pitadas de O Primeiro Milhão e outros menos cotados. O roteirista bissexto Dan Gilroy (este é seu terceiro roteiro para cinema em 14 anos) parte de uma história real para mostrar a trajetória de Brandon Lang (Matthew McConaughey, que depois deste filme fez As Armadilhas do Amor), um ex-jogador de futebol americano que abandona o esporte por causa de uma contusão. Ele se emprega como "aconselhador de apostas" em Las Vegas, dando dicas por telefone sobre os prováveis resultados dos jogos. Como Brandon tem um talento natural para acertar os placares, ele é contratado por Walter (Al Pacino, como sempre dando show), um empresário viciado em jogo que mantém um serviço telefônico de apostas em Nova York. O resto é uma sucessão sonolenta de tudo que já foi visto antes neste tipo de filme: a sedução da metrópole, a ascensão meteórica, o poder do dinheiro, a ganância, a inveja dos colegas e o final "edificante" de que o dinheiro não traz a felicidade.

    Um filme tedioso e sem atrativos, que não é salvo nem pela sempre bem-vinda presença de Al Pacino.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus