TURISTAS

TURISTAS

(Turistas)

2006 , 94 MIN.

18 anos

Gênero: Terror

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • John Stockwell

    Equipe técnica

    Roteiro: Michael Ross

    Produção: Bo Zenga, John Stockwell, Marc Butan, Scott Steindorff

    Fotografia: Enrique Chediak

    Trilha Sonora: Paul Haslinger

    Estúdio: 2929 Productions

    Elenco

    Beau Garrett, Desmond Askew, Josh Duhamel, Max Brown, Melissa George, Olivia Wilde

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Antes de tudo, gostaria de deixar bem claro que esta crítica é isenta de qualquer manifestação contrária ou a favor ao fato do filme ter sido rodado aqui no Brasil. Turistas não foi o primeiro, nem será o último longa-metragem a ser filmado em algum país, como já realizado em O Massacre da Serra Elétrica que narra uma história verídica passada no Texas ou mesmo o recente sucesso Wolf Creek - Viagem ao Inferno que também mostra turistas sendo torturados, só que dessa vez na Austrália, além de milhares de outros títulos que seguem o mesmo padrão. Afinal, para produzir um filme é necessário encontrar a locação ideal.

    Turistas nada mais é que um filme de terror malfeito, com roteiro que tenta se aproximar da nova onda de carnificinas ao estilo de O Albergue. Porém, definitivamente, o longa não consegue nem mesmo se aproximar disso. No início, o roteiro até possui um toque de veracidade, mas se perde no desenrolar da trama. John Stockwell (Mergulho Radical) é o diretor responsável pela produção. Sendo seu segundo filme, quem sabe ele para os próximos não aprenda com os erros do passado.

    O enredo narra a história de um grupo de estrangeiros que sofre um acidente de ônibus e tem de esperar por mais de dez horas por uma próxima condução. Enquanto isso, eles resolvem conhecer uma praia próxima ao local e se encantam com o paraíso que encontram. Após uma festa, no único bar da praia, eles acordam atordoados e percebem que foram roubados, inclusive seus documentos. Eles recebem ajuda de um brasileiro que os levará para uma casa isolada no meio da floresta. A partir daí, o grupo irá se deparar com seus piores pesadelos.

    Turistas pode até ter cenas fortes, mas são poucas, ou seja, a emoção e a tensão não duram muito tempo. Durante mais da metade do filme, o enredo se arrasta e faz o espectador desanimar, fazendo-o pensar se está assistindo ao filme correto. Ao menos poderiam ter aproveitado a belíssima locação de nossas praias e terem feito algumas tomadas que seriam dignas de prêmios em fotografia.

    Independentemente de ser um bom filme ou não, Turistas já possui um forte aliado: a polêmica que gerou aqui no Brasil atrairá o público pela curiosidade e fará tirar a própria conclusão sobre o quanto fomos ofendidos - a única ofensa concreta é a de gastar dinheiro para ver um filme como este. Seria mais vantajoso matar sua curiosidade na locadora.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus