UM AMOR JOVEM

UM AMOR JOVEM

(The Hottest State)

2006 , 117 MIN.

14 anos

Gênero: Drama

Estréia: 14/12/2007

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Ethan Hawke

    Equipe técnica

    Roteiro: Ethan Hawke

    Produção: Alexis Alexanian, Yukie Kito

    Fotografia: Chris Norr

    Trilha Sonora: Jesse Harris

    Elenco

    Alexandra Daddario, Catalina Sandino Moreno, Ethan Hawke, Frank Whaley, Greta Gaines, Iraida Polanco, Jesse Harris, Laura Linney, Lynn Cohen, Mark Webber, Michelle Williams, Nick McDonnel, Sonia Braga

  • Crítica

    14/12/2007 00h00

    Dirigido e roteirizado pelo ator Ethan Hawke (O Homem Duplo) - que ainda atua no longa -, Um Amor Jovem é baseado no livro The Hottest State, o primeiro escrito por Hawke (sim, ele também é romancista).

    Esta não é a primeira experiência de Hawke, mais conhecido como ator, na direção de um longa-metragem: em 2001, ele dirigiu As Paredes do Chelsea Hotel. Se o primeiro filme era mais funcionava melhor junto aos aficionados por cinema, principalmente pela forma poética como Hawke observa seus personagens, em seu segundo filme, sua porção cineasta se mostra mais palatável, sem perder, no entanto, a profundidade como trata os protagonistas da história.

    Neste caso, ela é conduzida por William (Mark Webber, de Querida Wendy), um jovem de 21 anos que se muda do Texas para Nova York a fim de se tornar ator profissional. Lá, conhece a fria Sara (Catalina Sandino Moreno, indicada ao Oscar de Maria Cheia de Graça), uma aspirante a cantora.

    A história é simples: jovem conhece menina e, na medida em que o relacionamento avança, percebem juntos os problemas da intimidade e como as pessoas podem ser estranhas e imprevisíveis. A história de Um Amor Jovem não avança, mas ela é conduzida de uma maneira passional. Acompanhados por uma trilha sonora pontuante, os personagens vivem situações no campo sentimental com as quais pessoas de todas as idades podem se identificar. É um amor atemporal o mostrado em Um Amor Jovem, apesar do sugerido pelo título em português, e o público pode se identificar com o filme não somente pela simplicidade, mas principalmente pela honestidade como esse sentimento tão universal é tratado.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus